sicnot

Perfil

OE 2016

OE 2016

Orçamento do Estado 2016

Assunção Cristas anuncia que CDS-PP vai apresentar propostas de alteração ao OE

A deputada do CDS-PP Assunção Cristas anunciou hoje no parlamento que o seu partido vai apresentar propostas de alteração ao Orçamento do Estado para 2016 (OE2016), considerando que essas propostas serão "pela moderação" e "pelo gradualismo".

SIC

A deputada e também candidata à liderança do CDS falava no encerramento do debate na generalidade do OE2016 e dirigiu-se ao primeiro-ministro, António Costa, para explicar qual a posição dos centristas.

"Somos pela prudência, pela moderação, pelo gradualismo e pela proteção dos sacrifícios dos portugueses e apresentaremos propostas que evidenciam isso mesmo", anunciou a deputada centrista.

Reiterando que "destruir é muito fácil" e que "construir é muito difícil, leva tempo e rumo certo", Assunção Cristas citou os dados mais recentes do Banco de Portugal sobre as exportações e reclamou para o anterior governo liderado por Pedro Passos Coelho, de que fez parte, a responsabilidade por este desempenho positivo das exportações.

"Foi possível porque o nosso foco foi a criação de condições para as empresas investirem e exportarem, serem competitivas e lutadoras, progredirem e ganharem mundo", afirmou a deputada, acrescentando que "o foco deste orçamento deveria ser precisamente o da criação de riqueza e não o da reposição de rendimentos sem gradualismo".

Assunção Cristas acusou o que qualificou de "o governo das esquerdas" de ter "pressa e demagogia", acabando "a aumentar impostos" e "a colocar em risco os esforços dos portugueses".

A deputada lamentou ainda que não se conheçam no orçamento medidas que gerem confiança e que criem emprego porque "pura e simplesmente elas não estão lá".

Lusa

  • Tiroteio no Mississipi provoca oito mortos
    1:23

    Mundo

    Oito pessoas morreram, incluindo um polícia, depois de um tiroteio no estado norte-americano do Mississipi, nos Estados Unidos da América. O suspeito, um homem de 36 anos, já foi detido, mas as autoridades dizem que ainda é cedo para saber os motivos.

  • Milhares de brasileiros protestam na Praia de Copacabana contra Temer
    3:04
  • Portugal vai voltar a poder levantar a voz em Bruxelas
    1:40
  • Trump adia decisão sobre permanência nos acordos de Paris
    1:48
  • Polícia usa gás lacrimogéneo para dispersar manifestantes contra cimeira do G7
    2:28

    Mundo

    A cimeira do G7 terminou este sábado com confrontos entre manifestantes e a polícia na ilha italiana da Sicília e sem o compromisso de Donald Trump sobre o Acordo de Paris para a redução de emissões de dióxido de carbono. O Presidente dos EUA fez saber na rede social Twitter que vai tomar a decisão final durante a próxima semana.