sicnot

Perfil

OE 2016

OE 2016

Orçamento do Estado 2016

ANTRAM admite novas formas de luta se não chegar a acordo com o Governo

A ANTRAM reúne-se na sexta-feira com o secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, Rocha Andrade, admitindo estudar outras formas de intervenção se não forem encontradas soluções para mitigar os impactos do aumento do imposto sobre combustíveis no setor.

Na semana passada, a Associação Nacional de Transportadoras Rodoviárias de Mercadorias (ANTRAM), juntamente com a Associação Nacional das Transportadoras Portuguesas (ANTP), entregou ao Governo um caderno reivindicativo para mitigar os impactos do aumento do ISP, considerando ser "essencial chegar-se a uma plataforma de entendimento".

"Todavia, caso não se concretizem as medidas apresentadas, não restará à ANTRAM outra alternativa que a realização de nova reunião com os seus associados para definir outros tipos de intervenção na luta por melhores condições para desenvolver a sua atividade", admite a ANTRAM, num comunicado enviado hoje e que divulga também o encontro com o secretário de Estado.

As duas associações que representam as transportadoras rodoviárias de mercadorias exigem uma maior diferenciação no Imposto Único de Circulação (IUC) entre o transporte particular e o profissional, através de uma penalização do particular, para compensar o aumento do ISP.

Em primeiro lugar, as transportadoras rodoviárias de mercadorias querem a devolução do aumento de seis cêntimos por litro de gasóleo e de gasolina do ISP, previsto no Orçamento do Estado para 2016 (OE2016), em vigor desde meados de fevereiro.

Mais do que não sofrer este agravamento, as associações querem que o preço dos combustíveis, que representa 35% dos custos das empresas, seja equiparado ao praticado em Espanha, o que deverá ocorrer através da devolução do ISP, com base no consumo real de combustível.

As associações recuperam ainda uma reivindicação antiga - incentivos à renovação das frotas e também incentivos ao abate de veículos pesados de mercadorias com dez ou mais anos - e exigem mais descontos nas taxas de portagem, nomeadamente alargando o período horário de descontos e/ou distinguindo consoante a classe poluente em que os veículos se inserem.

"A ANTRAM, que sempre apostou num diálogo proativo com o Governo, espera receber um 'feedback' positivo às propostas apresentadas", salienta a associação.

Lusa

  • Corpos de portuguesas trasladados segunda-feira 
    1:27
  • Incendiários vão passar o verão com pulseira eletrónica

    País

    Os tribunais vão poder condenar os incendiários a penas de prisão domiciliária, com pulseira eletrónica, durante as épocas de incêndio. A nova lei foi aprovada na semana passada, na Assembleia da República, e aguarda a promulgação do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

  • Estado vai tomar posse de terras abandonadas

    País

    O Governo vai recorrer ao Código Civil para permitir que o Estado tome posse de terras ao abandono. À margem da entrevista ao Expresso, o primeiro-ministro anunciou que o Governo irá acionar o artigo 1345º do Código Civil, que estabelece que as coisas imóveis sem dono conhecido se consideram do património do Estado.

  • "Trump, deixe-me ajudá-lo a escrever o discurso"
    0:47

    Mundo

    Arnold Schwarzenegger diz que Donald Trump tem o dever moral de se opor ao ódio e ao racismo. Num vídeo publicado nas redes sociais, o ator norte-americano e antigo governador da Califórnia encenou o discurso que Donald Trump devia ter. 

  • Hino da SIC tocado pela viola beiroa
    2:22