sicnot

Perfil

OE 2016

OE 2016

Orçamento do Estado 2016

ANTRAM admite novas formas de luta se não chegar a acordo com o Governo

A ANTRAM reúne-se na sexta-feira com o secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, Rocha Andrade, admitindo estudar outras formas de intervenção se não forem encontradas soluções para mitigar os impactos do aumento do imposto sobre combustíveis no setor.

Na semana passada, a Associação Nacional de Transportadoras Rodoviárias de Mercadorias (ANTRAM), juntamente com a Associação Nacional das Transportadoras Portuguesas (ANTP), entregou ao Governo um caderno reivindicativo para mitigar os impactos do aumento do ISP, considerando ser "essencial chegar-se a uma plataforma de entendimento".

"Todavia, caso não se concretizem as medidas apresentadas, não restará à ANTRAM outra alternativa que a realização de nova reunião com os seus associados para definir outros tipos de intervenção na luta por melhores condições para desenvolver a sua atividade", admite a ANTRAM, num comunicado enviado hoje e que divulga também o encontro com o secretário de Estado.

As duas associações que representam as transportadoras rodoviárias de mercadorias exigem uma maior diferenciação no Imposto Único de Circulação (IUC) entre o transporte particular e o profissional, através de uma penalização do particular, para compensar o aumento do ISP.

Em primeiro lugar, as transportadoras rodoviárias de mercadorias querem a devolução do aumento de seis cêntimos por litro de gasóleo e de gasolina do ISP, previsto no Orçamento do Estado para 2016 (OE2016), em vigor desde meados de fevereiro.

Mais do que não sofrer este agravamento, as associações querem que o preço dos combustíveis, que representa 35% dos custos das empresas, seja equiparado ao praticado em Espanha, o que deverá ocorrer através da devolução do ISP, com base no consumo real de combustível.

As associações recuperam ainda uma reivindicação antiga - incentivos à renovação das frotas e também incentivos ao abate de veículos pesados de mercadorias com dez ou mais anos - e exigem mais descontos nas taxas de portagem, nomeadamente alargando o período horário de descontos e/ou distinguindo consoante a classe poluente em que os veículos se inserem.

"A ANTRAM, que sempre apostou num diálogo proativo com o Governo, espera receber um 'feedback' positivo às propostas apresentadas", salienta a associação.

Lusa

  • Autarca garante que não houve "touros de fogo"

    País

    O presidente da Câmara de Benavente disse esta segunda-feira à Lusa que a atividade "touros de fogo" foi retirada do programa da Festa da Amizade depois de recebido um parecer desfavorável da Direção-Geral de Veterinária.

  • Presidente do Brasil formalmente acusado de corrupção

    Mundo

    O Procurador-Geral da República do Brasil apresentou na noite de segunda-feira ao Supremo Tribunal Federal uma denúncia contra o Presidente Michel Temer e o ex-deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) pelo crime de corrupção passiva.

  • Reconquista de Mossul ao Daesh pode estar para breve
    1:27
  • Homem fala ao telefone com o filho que pensava estar morto

    Mundo

    Um norte-americano que tinha estado presente no funeral do filho recebeu, 11 dias depois, uma chamada telefónica de um homem que o pôs em contacto... com o filho que havia enterrado semana e meia antes. Tudo por causa de um erro do gabinete de medicina legal.