sicnot

Perfil

OE 2016

OE 2016

Orçamento do Estado 2016

João Soares defende projeto para a cultura para lá da "análise de contabilidade"

O ministro da Cultura, João Soares, afirmou esta sexta-feira que o setor cultural tem de ser encarado para lá de uma "análise de contabilidade" orçamental, e rejeitou qualquer ideia de fazer "maquilhagens e cosméticas para esconder realidades".

Manuel Almeida

"Isto é um projeto político e cultural, temos de ir para além da análise das 'finançazinhas'", afirmou João Soares, na discussão da proposta de Orçamento do Estado (OE) para 2016, na Assembleia da República.

Ao longo de quatro horas, João Soares recordou muitas vezes o passado como autarca em Lisboa, para sublinhar capacidades de diálogo com diferentes agentes da cultura, e acabou por citar um romance do escritor Augusto Abelaira -- "Sem teto entre ruínas" --, para descrever a situação de "SOS" na cultura: "É um bocado 'sem teto entre ruínas' que nós nos sentimos. Vamos pôr o teto e vamos reparar as ruínas".

Sobre as verbas alocadas para a Cultura, o ministro afirmou que "não há redução de valores", apesar da nota explicativa disponibilizada na página oficial do Parlamento referir uma redução de 2,9 milhões de euros.

Aos deputados, João Soares sublinhou: "Temos um valor total que anda à volta dos 449 milhões de euros, com a RTP e a agência Lusa. Tirando a RTP e a Lusa, temos 192 milhões de euros para a área da cultura. O que houve em 2015 foram 190 milhões de euros, dos quais foram executados 167 milhões de euros. Há aqui uma subida, no que diz respeito à execução orçamental, que é substancial em relação aos valores orçamentados".

"Se eu gostava de ter mais recursos? Digo que sim e acharia desejável", afirmou, acrescentando depois, que "um por cento do Orçamento do Estado para a cultura é um valor mítico, se não houver capacidade para o executar".

Os partidos de esquerda levantaram algumas reservas em relação à proposta de OE para a Cultura, prometendo propostas de alteração, enquanto o PSD, pela voz do deputado Pedro Pimpão, falou de um orçamento de "grande desilusão", e o CDS-PP questionou a existência do próprio ministério face às verbas inscritas.

Em três meses à frente da Cultura, João Soares disse ter visitado, juntamente com a secretária de Estado, Isabel Botelho Leal, todos os equipamentos espalhados pelo país e que dependem do ministério ou estão em articulação com as autarquias.

Sobre a estratégia para o setor, João Soares disse que "a lógica é valorizar", em diálogo como a administração central e regional. "Queremos é tratar bem daquilo de que dispomos e que é um acervo fabuloso", disse.

Sobre a comunicação social que tutela, João Soares considerou que o "esquema de financiamento da RTP que existe", através da contribuição audiovisual, "é o adequado" e que, no que toca à agência Lusa, espera resolver o novo contrato-programa até junho.

Lusa

  • Não houve negligência médica no caso do jovem que morreu em São José
    2:33

    País

    Afinal, não houve negligência médica no caso do jovem que morreu há cerca de um ano no Hospital de São José, vítima de um aneurisma. Esta é a conclusão da Ordem dos Médicos e dos peritos do Instituto de Medicina Legal. Segundo o jornal Expresso, todos os relatórios relatórios pedidos pelo Ministério Público e pelo Centro Hospitalar de Lisboa Central dizem que o corpo clínico do hospital não teve responsabilidades na morte de David Duarte.

  • Jovens estariam de fones e poderão não ter ouvido comboio a aproximar-se
    1:47

    País

    As adolescentes, de 13 e 14 anos, encontradas mortas junto à linha do norte perto de Coimbra podem não ter ouvido a aproximação do comboio, uma vez que estariam de auriculares. Os corpos só foram descobertos 36 horas depois do desaparecimento das jovens, aparentemente vítimas de um descuido fatal.

  • Patti Smith engana-se na música de Bob Dylan durante cerimónia dos Nobel
    1:49

    Mundo

    Os prémios Nobel deste ano já foram entregues. Bob Dylan não compareceu à entrega do galardão da Literatura e fez-se representar pela amiga Patti Smith, que teve um bloqueio enquanto cantava "A Hard Rain's A-Gonna Fall" do músico. O Presidente da Colômbia Juan Manuel dos Santos foi distinguido com o Nobel da paz pelo acordo que alcançou com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia.

  • CIA acredita que Trump foi ajudado por piratas informáticos russos
    1:24

    Eleições EUA 2016

    As eleições nos Estados Unidos da América já terminaram e o Presidente está eleito. Contudo, Barack Obama quer saber se os russos tentaram mesmo influenciar o voto e ao mesmo tempo perceber o que os serviços secretos aprenderam com todas as fugas de informação durante a campanha. Já a CIA diz não ter dúvidas: para os serviços secretos norte-americanos, Donald Trump foi ajudado por piratas informáticos.