sicnot

Perfil

Orçamento do Estado 2017

Costa diz que não vale a pena tanta ansiedade sobre a proposta de OE

© Lusa

O primeiro-ministro recusou-se hoje a comentar matérias relacionadas com conteúdos específicos da proposta do Governo de Orçamento do Estado para 2017, alegando que será conhecida dentro de dias e que não vale a pena tanta ansiedade.

António Costa falava aos jornalistas no final de uma receção à comunidade portuguesa em Macau, no Consulado de Portugal, durante o quarto dos seus cinco dias de visita oficial à China.

Os jornalistas pediram ao líder do executivo para esclarecer se a sobretaxa de IRS vai acabar na totalidade a 1 de janeiro próximo ou se a sua eliminação será gradual, e também se já chegou a acordo com PCP e Bloco de Esquerda sobre o valor do aumento das pensões no próximo ano.

"Daqui a dois dias saberemos respostas para isso tudo", respondeu o primeiro-ministro.

Perante a insistência dos jornalistas em questões sobre matéria orçamental, António Costa disse ainda: "Vamos lá ver o seguinte, há uma semana já disse que faltava uma semana para fecharmos o Orçamento, hoje faltam dois dias e não vale a pena sermos tão ansiosos".

"Concentremo-nos no trabalho que estamos a fazer com esta visita à República Popular da China, que hoje teve uma etapa muito importante em Macau e que na terça-feira prosseguirá em Shenzhen, onde visitaremos um importante centro tecnológico, a Huawei, e assistiremos à assinatura de mais um acordo com a PT, potenciando a capacidade tecnológica de Portugal", afirmou.

Questionado sobre a possibilidade de esta multinacional chinesa de telecomunicações instalar em Portugal um centro tecnológico, António Costa respondeu que isso se saberá na quarta-feira em Shenzhen.

Lusa

  • "Toda a transparência" para os "amigos portugueses"
    0:54
  • Turistas à volta da Lua em 2018
    1:21
  • Bastidores do sambódromo: um espétaculo à parte
    3:22

    Mundo

    Por detrás da alegria do desfile das escolas de samba, há a tensão e a adrenalina dos bastidores do sambódromo. A preparação antes da entrada na avenida é um espetáculo à parte como mostra a correspondente da SIC, no Rio de Janeiro, Ivani Flora

    Correspondente SIC

  • SIC revela relatório que provava falência do GES
    2:06