sicnot

Perfil

Orçamento do Estado 2017

Madeira vai receber 3,5 milhões de euros devido aos incêndios

HOMEM DE GOUVEIA

A Madeira vai receber 3,5 milhões de euros para investir em projetos de realojamento e reabilitação urbana, na sequência dos incêndios de agosto, segundo a versão final do Orçamento do Estado de 2017, a que a Lusa teve acesso.

Segundo o documento, que deverá ser hoje entregue no parlamento, no próximo ano será feita a "transferência de uma verba no valor de 3.500.000 euros proveniente dos saldos transitados do Instituto da Habitação e Reabilitação Urbana, por despacho dos membros do Governo responsáveis pelas áreas das finanças e do ambiente, para assegurar os compromissos do Estado no âmbito de comparticipações a fundo perdido em projetos de realojamento e reabilitação, no âmbito do Programa ProHabita, incluindo a concessão de apoios para o território da Madeira, em virtude dos incêndios aí ocorridos".

No início deste mês, a secretária da Inclusão e Assuntos Sociais da Madeira disse que permaneciam por realojar mais de 20 famílias afetadas pelos incêndios que fustigaram o Funchal em agosto, declarando que a região continuava à espera do apoio do Estado para este fim.

A secretária regional realçou que o apoio que a Madeira recebeu até àquele dia foi "163 mil euros, que surgiu numa primeira fase, e reforço que foi pedido de Socorro Social, 924 mil euros", uma verba que corresponde ao saldo que transitou de 2015 para 2016 do Instituto de Segurança Social.

Os incêndios que ocorreram na segunda semana de agosto na Madeira, que afetaram sobretudo o concelho do Funchal, provocaram três mortos, várias dezenas de desalojados, danos em cerca de 300 edifícios e prejuízos avaliados pelo Governo Regional em 157 milhões de euros.

Lusa

  • Advogados de Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático
    2:13

    Operação Marquês

    Os advogados de José Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático e garantem que o antigo primeiro-ministro nunca favoreceu Ricardo Salgado ou o Grupo Espirito Santo. Segundo o Expresso, o presidente da Escom, Helder Bataglia, terá admitido que Ricardo Salgado utilizou uma conta bancária do empresário, na Suíça, para passar 12 milhões de euros a Carlos Santos Silva, alegadamente para o amigo José Sócrates.

  • Marcelo diz que é hora de valorizar o poder local
    0:40

    País

    O Presidente da República diz que este é o momento para valorizar o poder local. Sobre a descida da Taxa Social Única, Marcelo Rebelo de Sousa recusou comentar e negou que haja crispação politica entre Governo e oposição.

  • Marine Le Pen diz que Brexit terá efeito dominó na UE
    0:39

    Brexit

    Marine Le Pen diz que o Brexit vai ter um efeito dominó na União Europeia. Durante um congresso da extrema-direita, a líder da Frente Nacional francesa afirmou que a Europa vai despertar este ano em que estão marcadas eleições em vários países, como a Alemanha e a Holanda.