sicnot

Perfil

Orçamento do Estado 2017

Sistema prisional, reinserção e menores com 237,9 milhões de euros

O sistema prisional, de reinserção social e de menores tem uma dotação de 237,9 milhões de euros dos 1.313,3 milhões euros de despesa total consolidada da justiça para 2017.

De acordo com a proposta do Orçamento do Estado 2017, entregue hoje no parlamento, as despesas com pessoal representam 69,9% da despesa consolidada, enquanto as aquisições de bens e serviços atingem 21,6% e as aquisições de bens de capital 5,5%.

No quadro da despesa afeta a programas está prevista uma verba de 462,5 milhões de euros para o sistema judiciário, enquanto o sistema prisional, de reinserção social e de menores tem uma dotação de 237,9 milhões de euros.

A investigação tem prevista uma dotação de 123,4 milhões de euros.

A violência doméstica/prevenção e proteção à vítima tem uma verba de 2,4 milhões de euros, enquanto o programa Simplex + receberá 0,5 milhões de euros.

Com o orçamento para 2017, o Governo diz pretender reforçar o combate ao crime, continuar o programa de simplificação processual e de estímulo à inovação iniciado com o programa Justiça + Próxima.

Melhorar a segurança dos sistemas informáticos, requalificar os recursos humanos, aperfeiçoar a reforma do mapa judiciário e introduzir reformas na jurisdição administrativa e fiscal são outros dos objetivos traçados pelo Governo.

Um melhor sistema prisional, a promoção da celeridade nos processos de insolvência e da recuperação de créditos, agilizar a ação executiva (cobrança de dívidas) e rever o conceito de prisão por dias livres e outras penas de curta duração, em casos de baixo risco, são outras das medidas previstas para 2017.

A proposta do orçamento contempla o novo estabelecimento prisional de Ponta Delgada, concebida para 400 reclusos e cuja dotação é de 700.000 euros.

Já o orçamento do subsetor dos serviços e fundos autónomos regista uma subida de 8,2% em relação ao orçamento ajustado de 2016, assente no aumento do orçamento de projetos e da receita própria do Instituto de Gestão Financeira e de Equipamentos da Justiça (IGFEJ).

O Governo apresentou hoje a proposta de Orçamento do Estado de 2017 que prevê um crescimento económico de 1,5%, um défice de 1,6% do PIB, uma inflação de 1,5% e uma taxa de desemprego de 10,3%.

Para este ano, o executivo liderado por António Costa piorou as estimativas, esperando agora um crescimento económico de 1,2% e um défice orçamental de 2,4% do PIB.

Lusa

  • Não há risco de colapso do viaduto de Alcântara
    1:35

    País

    O desvio de um pilar do viaduto de Alcântara obrigou esta quarta-feira ao corte do trânsito e da circulação de comboios da linha de Cascais. O estrago terá sido provocado por um camião que embateu na estrutura. A circulação ferroviária foi retomada a meio da manhã, mas o viaduto só será reaberto esta quinta-feira.

  • Suspeito de homicídio à porta do Luanda foi ouvido em tribunal e ficou em preventiva
    1:36

    País

    O suspeito de ser o autor dos disparos que mataram um jovem junto à discoteca Luanda foi ouvido em tribunal e ficou em prisão preventiva. Segundo a investigação, tudo terá começado com um mero desacato, ainda dentro da discoteca, onde a vítima e o detido foram filmados a discutir. O homem de 23 anos está indiciado por dois crimes de homicídio, um na forma tentada.

  • Romeu e Julieta nasceram no mesmo dia e no mesmo hospital

    Mundo

    Na Carolina do Sul, nos EUA, dois bebés tinham o parto marcado para 26 de março mas decidiram nascer mais cedo: exatamente no mesmo dia, apenas com uma diferença de 18 horas. Os pais não se conheciam e, curiosamente, deram o nome aos recém nascidos de Romeo e Juliet (em português, Romeu e Julieta).

  • Gelo nos polos recua para recordes mínimos

    Mundo

    A extensão de gelo polar dos oceanos Ártico e Antártico atingiu recordes mínimos a 13 de fevereiro, perdendo o equivalente a uma área maior do que o México, informou esta quarta-feira a agência espacial norte-americana NASA.

  • Túmulo de Jesus Cristo restaurado

    Mundo

    Após 10 meses de obras de restauro, o túmulo onde Jesus Cristo terá sido sepultado foi esta quarta-feira revelado numa cerimónia na igreja do Santo Sepulcro, em Jerusalém.