sicnot

Perfil

Orçamento do Estado 2017

Sistema prisional, reinserção e menores com 237,9 milhões de euros

O sistema prisional, de reinserção social e de menores tem uma dotação de 237,9 milhões de euros dos 1.313,3 milhões euros de despesa total consolidada da justiça para 2017.

De acordo com a proposta do Orçamento do Estado 2017, entregue hoje no parlamento, as despesas com pessoal representam 69,9% da despesa consolidada, enquanto as aquisições de bens e serviços atingem 21,6% e as aquisições de bens de capital 5,5%.

No quadro da despesa afeta a programas está prevista uma verba de 462,5 milhões de euros para o sistema judiciário, enquanto o sistema prisional, de reinserção social e de menores tem uma dotação de 237,9 milhões de euros.

A investigação tem prevista uma dotação de 123,4 milhões de euros.

A violência doméstica/prevenção e proteção à vítima tem uma verba de 2,4 milhões de euros, enquanto o programa Simplex + receberá 0,5 milhões de euros.

Com o orçamento para 2017, o Governo diz pretender reforçar o combate ao crime, continuar o programa de simplificação processual e de estímulo à inovação iniciado com o programa Justiça + Próxima.

Melhorar a segurança dos sistemas informáticos, requalificar os recursos humanos, aperfeiçoar a reforma do mapa judiciário e introduzir reformas na jurisdição administrativa e fiscal são outros dos objetivos traçados pelo Governo.

Um melhor sistema prisional, a promoção da celeridade nos processos de insolvência e da recuperação de créditos, agilizar a ação executiva (cobrança de dívidas) e rever o conceito de prisão por dias livres e outras penas de curta duração, em casos de baixo risco, são outras das medidas previstas para 2017.

A proposta do orçamento contempla o novo estabelecimento prisional de Ponta Delgada, concebida para 400 reclusos e cuja dotação é de 700.000 euros.

Já o orçamento do subsetor dos serviços e fundos autónomos regista uma subida de 8,2% em relação ao orçamento ajustado de 2016, assente no aumento do orçamento de projetos e da receita própria do Instituto de Gestão Financeira e de Equipamentos da Justiça (IGFEJ).

O Governo apresentou hoje a proposta de Orçamento do Estado de 2017 que prevê um crescimento económico de 1,5%, um défice de 1,6% do PIB, uma inflação de 1,5% e uma taxa de desemprego de 10,3%.

Para este ano, o executivo liderado por António Costa piorou as estimativas, esperando agora um crescimento económico de 1,2% e um défice orçamental de 2,4% do PIB.

Lusa

  • Criança em estado muito grave após ataque de cão em Matosinhos

    País

    Uma criança foi hoje atacada em Leça do Balio, Matosinhos, por um cão de raça perigosa, tendo sido transportada para o Hospital Pedro Hispano em "estado muito grave" e "praticamente desfigurada". A mãe da criança também foi atacada pelo cão e encontra-se em estado grave. Ambas foram posteriormente transferidas para o Hospital de S. João.

  • A fuga dos PIDES
    20:08
  • Desconhecem-se as causas do incêndio na fábrica da Tratolixo
    0:43

    País

    Os moradores de Trajouce, em São Domingos de Rana, não ganharam para o susto com um incêndio nas instalações da empresa de resíduos Tratolixo.O alerta foi dado por populares e trabalhadores da empresa. O vento foi o maior problema dos bombeiros no combate às chamas durante a noite. No local estiveram 133 homens, apoiados por 51 viaturas.Desconhecem-se para já as causas do incêndio. O incêndio foi circunscrito de madrugada, mas pode demorar algumas horas a ser dominado.

  • Duas execução no mesmo dia pela primeira vez em 17 anos nos EUA

    Mundo

    O estado norte-americano do Arkansas (sul) executou, na noite de segunda-feira, dois condenados à morte, o que sucede pela primeira vez em 17 anos no país, anunciou a procuradora-geral daquele estado. Jack Jones e Marcel Williams, condenados separadamente na década de 1990 à pena capital por violação e assassínio, receberam uma injeção letal depois de diferentes tribunais terem rejeitado os respetivos recursos, afirmou Leslie Rutledge, em comunicado.