sicnot

Perfil

Pagar para perder

Pagar para perder

Pagar para perder

Sindicato dos Jogadores pede investigação "célere" a suspeitas de resultados combinados

O Sindicato dos Jogadores já reagiu à investigação da SIC, que denunciou alegadas manipulações de resultados. Em comunicado, o organismo apela para que a investigação seja célere e pede às autoridades competentes que não cedam a especulações mediáticas.

"O Sindicato dos Jogadores acompanha o apelo para que este caso, atento o impacto negativo que representa para os jogadores e para a instituição desportiva que representam, bem como para o futebol português, seja investigado e tratado com celeridade pelas autoridades competentes".

O sindicato manifesta também "o seu apoio" aos "jogadores alegadamente constituídos arguidos no seguimento desta investigação, aos seus companheiros de equipa e à instituição Rio Ave FC".

A organização sindical acrescenta que o incumprimento salarial é um dos fatores que podem potenciar a viciação de resultados, mas que no caso do Rio Ave o pagamento é feito de uma forma que classifica como exemplar.



Jogadores do Rio Ave terão recebido para perder com o Farense

De acordo com uma investigação da SIC, quatro jogadores do Rio Ave foram constituídos arguidos por alegadamente terem sido pagos para perder o jogo com o Feirense, da 20ª jornada Primeira Liga da época passada.

Os atletas foram aliciados por intermediários, que terão conseguido milhares de euros de lucro, em várias casas de apostas, um fenómeno conhecido como "Match Fixing", em português Jogos Combinados.

  • Tragédia de Vila Nova da Rainha foi há uma semana
    7:18
  • Escutas da Operação Marquês "não podem servir de prova"
    1:36

    Operação Marquês

    As defesas de José Sócrates e de Ricardo Salgado queixam-se que as escutas do processo Marquês estão infetadas por um vírus informático. Os advogados dizem que tal como estão as escutas não podem servir de prova. No entanto, o Ministério Público diz que estão reunidas as condições para começar a contar o prazo para a abertura de instrução.

    Luís Garriapa

  • Saco azul do BES pagou a 106 pessoas e 96 avenças ocultas
    2:21

    Economia

    Pelo menos 106 pessoas receberam dinheiro da Espírito Santo Enterprises, a companhia offshore criada nas Ilhas Virgens Britânicas e que terá funcionado como um gigantesco saco azul do Grupo Espírito Santo. O jornal Expresso revelou os primeiros vinte nomes da lista, entre os quais estão Zeinal Bava, antigo CEO da PT, e Manuel Pinho, ex-ministro da economia do Governo de José Sócrates.

  • Admirável mundo novo
    16:17