sicnot

Perfil

Panama Papers

Panama Papers

Panama Papers

Austrália investiga 800 cidadãos após divulgação de lista "Documentos do Panamá"

A Austrália está a investigar 800 cidadãos por possíveis evasões tributárias após a divulgação da lista de nomes, alegadamente envolvidos em esquemas de corrupção com offshores, divulgada pelo Consórcio Internacional de Jornalistas de Investigação, informou hoje a imprensa local.

© Carlos Jasso / Reuters

O caso está relacionado com revelações feitas no domingo sobre a criação de milhares de empresas "offshore" e paraísos fiscais, um escândalo que implica 140 políticos e funcionários de todo o mundo, incluindo 12 antigos e atuais líderes mundiais, segundo vários órgãos de comunicação.

"Atualmente identificámos mais de 800 contribuintes (australianos) e ligámos mais de 120 deles a um fornecedor associado de serviços situado em Hong Kong", disse o departamento australiano de impostos ao diário The Australian Financial Review.

Segundo a estação local ABC, os suspeitos australianos estão sobretudo ligados à "Popular Corporate Service Limited", um dos fornecedores de serviços "offshore", que procura os serviços da empresa de advogados panamiana Mossack Fonseca para alegadamente contornar a lei.

Segundo a investigação jornalística liderada pelo Consórcio Internacional de Jornalistas de Investigação, em que participaram a AFR e a ABC, a Mossack Fonseca frustrou as investigações na Austrália e tentou evitar que este país troque informação fiscal com Samoa, um dos paraísos fiscais.

Uma fuga de documentação da empresa de advogados Mossack Fonseca, no Panamá, revelou nomes de vários políticos com dinheiro depositado naquele paraíso fiscal, fugindo aos impostos no seu país, noticiou a BBC.

Segundo a BBC, 11 milhões de documentos de uma das empresas mais secretas do mundo, foram divulgados, e revelam como a Mossack Fonseca tem ajudado os seus clientes na lavagem de dinheiro, em contornar sanções e na evasão fiscal.

A lista, conhecida como "Documentos do Panamá", faz ligações a 72 chefes de Estado, atuais e antigos, incluindo ditadores acusados de saquear os seus próprios países.

O jornal inglês The Guardian avança que os documentos mostram como essas aplicações financeiras de membros do círculo fechado do Presidente russo Vladimir Putin os tornaram "fabulosamente ricos".

O Presidente russo não aparece em nenhum dos registos, mas os dados revelam um padrão: os seus amigos, Yuri Kovalchuk e Sergei Roldugin ganharam milhões em negócios, que aparentemente não poderiam ter sido efetuados sem o seu patrocínio, refere o jornal.

A empresa afirma que opera há 40 anos acima de qualquer crítica ou ilegalidade e nunca foi acusada de qualquer ato criminoso.

Lusa

  • Os efeitos dos incêndios na natureza
    2:46

    País

    Cheias frequentes, erosão dos solos e contaminação dos rios e albufeiras são as previsões unânimes da comunidade científica para os próximos tempos, na sequência dos incêndios florestais. À SIC, o hidrobiólogo Adriano Bordalo Sá e o investigador de recursos florestais Rui Cortes alertam: é necessário começar a tratar da terra queimada o mais rapidamente possível.

  • Tudo o que precisa saber sobre a moção de censura

    País

    O Governo minoritário do PS enfrenta esta terça-feira a sua primeira moção de censura, a 29.ª em 43 anos de democracia, mas PCP, BE e PEV já anunciaram que vai "chumbar" a iniciativa do CDS-PP. Esta é a sétima moção de censura apresentada pelo CDS-PP e a 29.ª a ser discutida na Assembleia da República. Os três partidos de esquerda que têm apoiado o executivo, PCP, BE e PEV, já anunciaram que votam contra. Com os votos do PS, a moção é chumbada.

  • Os melhores do mundo pela FIFA da última década

    Desporto

    O português Cristiano Ronaldo e o argentino Lionel Messi têm repartido de forma igual os prémios de melhor jogador do mundo pela FIFA, na última década. Apesar destes dois nomes serem os mais falados, muitos outros jogadores foram nomeados para o prémio. Conheça a lista dos nomeados e dos vencedores desde 2007.

  • O preconceito em relação aos transexuais
    34:09
  • "Isto destrói famílias"
    0:46
  • Falta de gado ameaça produção do queijo da Serra da Estrela
    3:35

    País

    A devastação provocada pelos últimos incêndios foi um rude golpe na economia da região Centro do país. Algumas empresas já começaram os trabalhos de reconstrução, mas os produtores de gado temem não conseguir repôr os animais, deixando em risco a produção do queijo Serra da Estrela.

  • Eurodeputados homenageiam vítimas dos fogos
    1:38

    País

    A União Europeia vai doar os 50 mil euros do prémio Princesa das Astúrias às populações afetadas pelos incêndios em Portugal e Espanha. A Comissão Europeia continua a avaliar o pedido ao Fundo Europeu de Solidariedade, mas o pedido deverá ainda ser atualizado para incluir os prejuízos causados pelos incêndios da semana passada.