sicnot

Perfil

Panama Papers

Cerca de 500 bancos terão criado mais de 15 mil empresas em paraísos fiscais

Cerca de 500 bancos terão criado mais de 15 mil empresas em paraísos fiscais

Cerca de 500 bancos terão criado mais de 15 mil empresas em paraísos fiscais. De acordo com a investigação Panama Papers, os dez maiores bancos europeus estão envolvidos no esquema de milhares de milhões de euros escondidos em offshores. A criação destas empresas terá surgido através da Mossack Fonseca, a quarta maior empresa de criação de contas em paraísos fiscais.

  • Como chefes de Estado, criminosos e celebridades escondem o dinheiro
    2:55

    Panama Papers

    O Ministério Público do Panamá vai investigar as denúncias de fraude, lavagem de dinheiro e evasão fiscal divulgadas pelo Consórcio Internacional de Jornalistas de Investigação que envolve a empresa de advogados Mossack Fonseca, com sede no Panamá. Em causa está o enriquecimento ilícito e a fuga ao fisco de políticos, empresários, celebridades e criminosos de todo o mundo. Os dados foram conhecidos através de uma fuga de informação que divulgou mais de 11 milhões de documentos.

  • "Sempre nos disseram que bastava o Aves ganhar para estar na Liga Europa"
    0:34

    Desporto

    O Presidente da SAD do Desportivo das Aves garante que não houve esquecimento ou atraso na inscrição do clube na Liga Europa. Luiz Andrade afirma que sempre lhe disseram que bastava vencer a Taça de Portugal para marcar presença na competição e que ainda não sabe se o clube pode ou não jogar a fase de grupos da competição europeia.

  • "Fui violada por Harvey Weinstein aqui em Cannes"
    1:02

    Cultura

    A cerimónia de encerramento do Festival de Cinema de Cannes ficou ainda marcada pelo discurso de Asia Argento. A atriz italiana que acusou Harvey Weinstein de a ter violado justamente numa das edições do festival de Cannes, e que há mais abusadores à solta.

  • As primeiras imagens das quatro crias da lince Malva
    0:20
  • Exército sírio declara Damasco "totalmente segura"

    Mundo

    O exército sírio proclamou esta segunda-feira a capital Damasco e também os arredores, como locais "totalmente seguros". O anúncio foi feito em clima de festa, depois de os militares terem reconquistado os bairros do sul da cidade, até agora nas mãos do Daesh.