sicnot

Perfil

Panama Papers

Panama Papers

Panama Papers

Presidente ucraniano diz que respeitou integralmente a lei

O presidente ucraniano, Petro Poroshenko, que uma investigação internacional revelou ter registado uma empresa num paraíso fiscal no auge da guerra com os separatistas pró-russos, afirmou hoje que respeitou integralmente a lei.

© Gleb Garanich / Reuters

A investigação internacional do Consórcio Internacional de Jornalismo de Investigação, designada "Papéis do Panamá", revelou que o presidente pró-ocidental da Ucrânia registou uma empresa nas Ilhas Virgens britânicas, a 21 de agosto de 2014, cuja existência omitiu nas declarações de rendimento.

Num comunicado divulgado hoje na sua página no Facebook, Poroshenko não nega a existência da empresa, mas assegura que nunca violou a lei ucraniana ou as leis internacionais.

"Sou talvez o primeiro alto responsável na Ucrânia que encara as questões relacionadas com declarações de rendimentos, pagamento de impostos e conflitos de interesses com seriedade e profundidade e em total cumprimento da lei ucraniana e internacional", escreveu.

"Ao tornar-me presidente, deixei de participar na gestão dos meus bens, tendo delegado essa responsabilidade em consultoras e sociedades de advogados", acrescentou.

A Procuradoria--Geral da Ucrânia disse ter analisado as informações e não ter encontrado "nenhum indício de crime".

Já o líder do Partido Radical (populista), Oleg Lyashko, defendeu a demissão de Poroshenko e disse ter "iniciado procedimentos para a destituição" do presidente. O partido tem 21 dos 450 deputados do parlamento nacional ucraniano

Lusa

  • ANACOM apresenta recomendações para melhorar redes de telecomunicações
    1:17

    País

    A ANACOM entregou um conjunto de recomendações ao Governo, Parlamento, municípios e operadores de telecomunicações. A autoridade reguladora em Portugal das comunicações eletrónicas propõe que os cabos aéreos de telecomunicações sejam substituídos por cabos subterrâneos, entre outras coisas. O objetivo é impedir que as redes fiquem em baixo perante incêndios ou outras catástrofes.

  • Ministra do Mar não aceita suspensão da pesca da sardinha
    2:39

    Economia

    O organismo científico que aconselha a Comissão Europeia em matéria de pescas recomendou esta sexta-feira que Portugal e Espanha não pesquem sardinha no próximo ano. A Ministra do Mar não aceita esta recomendação de capturas zero e vai propor uma redução do limite de capturas de sardinha das 17 mil toneladas deste ano para cerca de 14 mil em 2018.

  • Atividade económica regista crescimento

    Economia

    A atividade económica portuguesa está a crescer ao maior ritmo dos últimos 17 anos. O crescimento registado em setembro é o mais elevado desde janeiro de 2000. Já o consumo privado registou uma diminuição face a agosto.

    SIC