sicnot

Perfil

Panama Papers

Esquerda apela à aprovação de medidas de combate às transferências para offshores

Esquerda apela à aprovação de medidas de combate às transferências para offshores

O escândalo Panama Papers foi hoje discutido no parlamento. Os partidos mais à esquerda apelaram para que venham a ser aprovadas medidas de combate às transferências para offshores mas os partidos de direita e o PS demoraram a entrar no debate.

  • Relações perigosas entre agentes secretos e Mossack Fonseca

    Panama Papers

    O Consórcio Internacional de Jornalistas de Investigação divulgou este domingo o resultado de uma investigação que dá conta de um escândalo de corrupção à escala mundial. Os "Panama Papers" revelam nomes de mais de 100 políticos, incluindo vários líderes no ativo, e dezenas de figuras públicas que estão alegamente envolvidas. A pesquisa jornalítica, na qual participa também o semanário Expresso, tem vindo nos últimos dias a dar mais informações sobre as ligações perigosas entre a empresa Mossack Fonseca, do Panamá, e diversas personalidades e empresas. Funcionários da CIA e outros agentes secretos, nem todos com nomes reais, surgem também implicados neste caso.

  • "Os governos são diferentes mas o povo é o mesmo"
    0:45

    Economia

    O Presidente da República atribui o resultado do défice do ano passado ao espírito de sacrifício do povo português. Num jantar em Coimbra para assinalar o Dia do Estudante, Marcelo Rebelo de Sousa considerou ainda que o valor do défice de 2016 é a prova de que com governos diferentes conseguem-se os mesmos objetivos.

  • Recuo na saúde é primeira derrota de peso para Donald Trump
    1:18

    Mundo

    O Presidente norte-americano sofreu esta sexta-feira uma derrota de peso. O líder da Câmara dos Representantes retirou a proposta do plano de saúde de Trump, que se preparava para um chumbo na câmara baixa do Congresso. Para já, mantém-se o Obamacare.

  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.