sicnot

Perfil

Panama Papers

Panama Papers

Panama Papers

Presidente de banco regional austríaco apresenta demissão

O presidente do conselho de administração de um banco regional austríaco posto em causa no caso Panama Papers, pelas ligações ao oligarca russo Guennadi Timchenko, apresentou hoje a demissão, assegurando, porém, que a instituição não cometeu qualquer infração.

© Leonhard Foeger / Reuters

Liderado desde 2012 por Michael Grahammer, 51 anos, o Hypo Vorarlberg, um pequeno banco público, é suspeito de ter permitido que Timchenko, próximo do Presidente russo, Vladimir Putin, tivesse efetuado operações de branqueamento de capitais nas ilhas Virgens, um "paraíso fiscal".

Num comunicado, Grahammer, que já era funcionário de topo no banco desde 2004, assegurou estar "convencido a 100%" que o Hypo Vorarlberg "nunca, em momento algum, infringiu a lei ou as sanções".

A demissão, a primeira na Áustria desde a publicação, no domingo, da gigantesca investigação sobre "paraísos fiscais", conhecidos já por Panama Papers, ocorreu depois de a autoridade financeira da Áustria, FMA, ter aberto um processo de investigação às alegações visando o banco.

O escândalo já provocou a demissão do primeiro-ministro da Islândia, Sigmundur Davío Gunnlaugsson.

Com Lusa

  • PSD está a "perder terreno" na escolha de candidato a Lisboa
    1:46

    País

    Quem o diz é Luís Marques Mendes: o PSD perde na demora da escolha de um candidato para a Câmara de Lisboa. O líder Passos Coelho rejeita apoiar a candidatura de Assunção Cristas e garante que o partido vai ter um candidato próprio. Segundo o comentador da SIC, o último convite foi dirigido a José Eduardo Moniz.

  • Trump não escreve todos os tweets, mas dita-os

    Mundo

    O Presidente eleito dos EUA não escreve todos os tweets que são publicados na sua conta desta rede social, mas dita-os aos seus funcionários. Numa entrevista a um ex-secretário de Estado britânico, Donald Trump explica como usa a sua conta e garante que depois de ser investido Presidente, vai continuar a usar o Twitter para defender-se da "imprensa desonesta".

  • Depressão pode ser mais prejudicial para o coração do que a hipertensão

    Mundo

    Um estudo recente estabelece uma nova ligação entre depressão e distúrbios cardíacos. De acordo com a investigação publicada na revista Atheroscleroses, o risco de vir a sofrer de uma doença cardíaca grave é quase tão elevado para os homens que sofram de depressão, do que para os que tenham colesterol elevado ou obesidade, e pode mesmo ser maior do que para os que sofram de hipertensão.