sicnot

Perfil

Panama Papers

Panama Papers

Panama Papers

Berlusconi negociou com empresa citada no Panama Papers

O ex-primeiro-ministro italiano Silvio Berlusconi comprou direitos de filmes a uma empresa radicada nas Ilhas Virgens britânicas que figura nos registos dos Panama Papers, noticiou hoje o jornal italiano L'Espresso.

Silvio Berlusconi

Silvio Berlusconi

© Stefano Rellandini / Reuters

Berlusconi foi condenado em 2012 por fraude fiscal na compra de direitos de filmes norte-americanos a diversas empresas, no âmbito do processo Mediaset, relativo ao grupo televisivo que fundou.

A empresa agora revelada pela investigação internacional do Consórcio Internacional de Jornalistas de Investigação é a American Film Company (AFC), registada em 1992 e extinta em 2008, a que uma das empresas estrangeiras do império Berlusconi comprou direitos de dois filmes "um ano depois da sua criação", segundo o jornal.

O L'Espresso publicou hoje os primeiros 100 nomes dos 800 italianos que aparecem na lista, entre os quais o costureiro Valentino, o ator e realizador Carlo Verdone e o ex-jogador do Roma, da Juventus e do Nápoles Daniel Fonseca.

O semanário identifica também os bancos italianos Unicredit e Ubi Banca como tendo tomado "parte na criação, via Luxemburgo, de complexas sociedades que levam a paraísos fiscais como as Ilhas Virgens Britânicas".

Da lista fazem também parte vários nomes ligados à máfia, como Angelo Zito, antigo tesoureiro do clã siciliano Graviano condenado pela justiça em 2000.

Lusa

  • Younes Abouyaaqoub, o homem mais procurado de Espanha
    1:53
  • Incendiários vão passar o verão com pulseira eletrónica

    País

    Os tribunais vão poder condenar os incendiários a penas de prisão domiciliária, com pulseira eletrónica, durante as épocas de incêndio. A nova lei foi aprovada na semana passada, na Assembleia da República, e aguarda a promulgação do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

  • Costa desafia PSD para pacto depois das autárquicas
    1:14
  • "Trump, deixe-me ajudá-lo a escrever o discurso"
    0:47

    Mundo

    Arnold Schwarzenegger diz que Donald Trump tem o dever moral de se opor ao ódio e ao racismo. Num vídeo publicado nas redes sociais, o ator norte-americano e antigo governador da Califórnia encenou o discurso que Donald Trump devia ter. 

  • Hino da SIC tocado pela viola beiroa
    2:22