sicnot

Perfil

Panama Papers

Panama Papers

Panama Papers

Governo confirma que IGCP e Segurança Social tinham 133M€ em offshores

O Governo confirma que o IGCP e o Fundo de Estabilização da Segurança Social tiveram aplicações em offshores.

© Jose Manuel Ribeiro / Reuters (Arquivo)

Num comunicado conjunto dos ministérios da Finanças e da Segurança Social, o Executivo garante que as aplicações venceram em julho do ano passado.

Adianta ainda que a Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública detinha aplicações de 133 milhões de euros numa offshore com sede na ilha de Jersey.

Quanto ao Fundo de Estabilização da Segurança Social investiu 171 mil euros numa farmacêutica com sede na Jordânia.

O Ministério das Finanças garante que vai tomar todas as medidas para impedir aplicações em offshores por parte de entidade públicas sem a devida autorização da tutela.

  • Vala comum com 6 mil corpos em Mossul
    1:43
  • À redescoberta da Madeira, 16 anos depois
    1:59
  • A menina que os pais queriam chamar "Allah"

    Mundo

    ZalyKha Graceful Lorraina Allah tem 22 meses, anda não sabe ler nem escrever mas já está no centro de um processo judicial contra o Estado da Georgia, nos EUA. Os pais, Elizabeth Handy e Bilal Walk, apoiados por uma ONG, exigem na justiça que o nome seja reconhecido na certidão de nascimento para que a criança possa ser inscrita na escola, na segurança social ou nos registos e notoriado. O casal já tem um filho de 3 anos que se chama Masterful Mosirah Aly Allah.

  • Acidentes em falésias matam 94 pescadores lúdicos

    País

    Mais de 90 pescadores lúdicos morreram nos últimos 19 anos e 137 ficaram feridos em 252 acidentes registados em zona rochosa ou em falésia, a maioria na zona de Lagos, Faro, segundo dados da Autoridade Marítima Nacional.

  • Partidos querem eleições a 1 de outubro
    1:35

    País

    A data para as próximas eleições autárquicas já gerou consenso. 1 de outubro é a data pedida pelos vários partidos ouvidos esta segunda-feira por António Costa. Na próxima quinta-feira, no Conselho de Ministros, o dia de ir às urnas vai ser escolhido.