sicnot

Perfil

Panama Papers

Panama Papers

Panama Papers

Ex-ministro espanhol implicado nos Panama Papers renuncia a alto cargo

O ex-ministro da Indústria espanhol implicado no escândalo dos Panama Papers renunciou esta terça-feira à candidatura a diretor executivo do Banco Mundial depois de muito criticado pela oposição até por alguns membros do Partido Popular, no poder.

Fontes governamentais asseguraram à agência EFE que José Manuel Soria enviou uma carta ao secretário de estado da Economia em que renuncia ao lugar no Banco Mundial pela "desproporcionada" utilização política feita e também a pedido do Governo espanhol.

O ex-ministro sublinha nessa missiva que tomou esta decisão apesar de não estar acusado, nem investigado, nem condenado por qualquer entidade, nem impedido do exercício desse cargo no Banco Mundial.

O Governo espanhol tinha defendido nos últimos dias a nomeação d o ex-ministro da Indústria implicado no escândalo dos Panama Papers como diretor executivo do Banco Mundial, enquanto toda a oposição e alguns membros do PP criticaram a escolha feita.

O chefe do Governo em Funções, Mariano Rajoy, defendeu na segunda-feira que José Manuel Soria se demitiu em abril quando o seu nome e o de membros da sua família apareceram associado a empresas offshore listadas nos Panama Papers em abril, e que nessa altura "saiu da política, deixou de ser deputado e manifestou a sua intenção de não voltar à política nunca mais".

O chefe de Governo em funções sublinhou que Soria se tem comportado como um funcionário e não como um político, tendo outros membros do Governo também apoiado a nomeação do ex-ministro.

Por outro lado, vários dirigentes do Partido Popular (PP, de direita) criticaram a decisão, assim como toda a oposição espanhola, o que inclui o Ciudadanos (centro-direita) que apoiou a investidura derrotada de Mariano Rajoy na semana passada, pedindo a ida, para dar explicações, ao Congresso dos Deputados (parlamento) do ministro de Economia, Luís de Guindos.

Os Panama Papers, mais de 11 milhões de documentos da sociedade de advogados Mossack Fonseca foram divulgados pelo Consórcio Internacional de Jornalistas de Investigação e revelam a utilização de paraísos fiscais que escondem os rendimentos de pessoas e empresas de todo mundo.

Lusa

  • O que são paraísos fiscais
    1:08

    Panama Papers

    Os paraísos fiscais são países com uma malha legal permissiva o suficiente para acolher dinheiro de origem, muitas vezes, duvidosa. O processo não é ilegal. Mas, como comprovam vários escândalos, como o do Panama Papers, têm aberto a porta à lavagem de dinheiro, à fraude e à evasão fiscal.

  • Marco Silva vai treinar o Watford

    Desporto

    O treinador português Marco Silva assinou contrato com o Watford, da Liga Inglesa. O emblema que terminou a última Premier League na 17ª posição, a última antes dos lugares de descida, ganhou assim a corrida ao Crystal Palace e ao FC Porto, que também tentaram contratar o técnico.

  • "A maior conquista foi construir estabilidade"
    2:14

    Economia

    António Costa voltou esta sexta-feira a garantir que a partir de junho nenhum subsídio de desemprego será inferior a 421 euros por mês. O primeiro-ministro falava nas jornadas parlamentares do PS, onde afirmou que a estabilidade é a maior conquista deste Governo.

  • Com a multiplicação de bons indicadores económicos e financeiros do país, multiplicam-se os elogios ao Governo e declaram-se mortas e enterradas as políticas do passado recente, nomeadamente a da austeridade. Nada mais errado. O que os bons resultados agora alcançados provam definitivamente é que a austeridade resolveu de facto os problemas das contas públicas e, mais do que isso, contribuiu para o crescimento económico que foi garantido por reformas estruturais e pela reorientação do modelo económico.

    José Gomes Ferreira

  • Raízes de ciência e rebentos de esperança
    14:14
  • Portugal pode ser atingido por longos períodos de seca

    País

    Portugal e Espanha podem ser atingidos até 2100 por 'megasecas', períodos de seca de dez ou mais anos, segundo os piores cenários traçados num estudo da universidade britânica Newcastle, que tem a participação de uma investigadora portuguesa.

  • G7 reforça compromisso na luta contra o terrorismo
    2:11
  • Uma foto para a história

    Mundo

    As mulheres dos líderes mundiais que se reúnem nas cimeiras da NATO posam para a fotografia oficial das primeiras-damas. A deste ano é histórica. Pela primeira vez, há um marido de um primeiro-ministro entre as nove mulheres. Trata-se de Gauthier Destenay, casado com o líder do Luxemburgo.