sicnot

Perfil

Panama Papers

Panama Papers

Panama Papers

Ex-ministro espanhol implicado nos Panama Papers renuncia a alto cargo

O ex-ministro da Indústria espanhol implicado no escândalo dos Panama Papers renunciou esta terça-feira à candidatura a diretor executivo do Banco Mundial depois de muito criticado pela oposição até por alguns membros do Partido Popular, no poder.

Fontes governamentais asseguraram à agência EFE que José Manuel Soria enviou uma carta ao secretário de estado da Economia em que renuncia ao lugar no Banco Mundial pela "desproporcionada" utilização política feita e também a pedido do Governo espanhol.

O ex-ministro sublinha nessa missiva que tomou esta decisão apesar de não estar acusado, nem investigado, nem condenado por qualquer entidade, nem impedido do exercício desse cargo no Banco Mundial.

O Governo espanhol tinha defendido nos últimos dias a nomeação d o ex-ministro da Indústria implicado no escândalo dos Panama Papers como diretor executivo do Banco Mundial, enquanto toda a oposição e alguns membros do PP criticaram a escolha feita.

O chefe do Governo em Funções, Mariano Rajoy, defendeu na segunda-feira que José Manuel Soria se demitiu em abril quando o seu nome e o de membros da sua família apareceram associado a empresas offshore listadas nos Panama Papers em abril, e que nessa altura "saiu da política, deixou de ser deputado e manifestou a sua intenção de não voltar à política nunca mais".

O chefe de Governo em funções sublinhou que Soria se tem comportado como um funcionário e não como um político, tendo outros membros do Governo também apoiado a nomeação do ex-ministro.

Por outro lado, vários dirigentes do Partido Popular (PP, de direita) criticaram a decisão, assim como toda a oposição espanhola, o que inclui o Ciudadanos (centro-direita) que apoiou a investidura derrotada de Mariano Rajoy na semana passada, pedindo a ida, para dar explicações, ao Congresso dos Deputados (parlamento) do ministro de Economia, Luís de Guindos.

Os Panama Papers, mais de 11 milhões de documentos da sociedade de advogados Mossack Fonseca foram divulgados pelo Consórcio Internacional de Jornalistas de Investigação e revelam a utilização de paraísos fiscais que escondem os rendimentos de pessoas e empresas de todo mundo.

Lusa

  • O que são paraísos fiscais
    1:08

    Panama Papers

    Os paraísos fiscais são países com uma malha legal permissiva o suficiente para acolher dinheiro de origem, muitas vezes, duvidosa. O processo não é ilegal. Mas, como comprovam vários escândalos, como o do Panama Papers, têm aberto a porta à lavagem de dinheiro, à fraude e à evasão fiscal.

  • Não há risco de colapso do viaduto de Alcântara
    1:35

    País

    O desvio de um pilar do viaduto de Alcântara obrigou esta quarta-feira ao corte do trânsito e da circulação de comboios da linha de Cascais. O estrago terá sido provocado por um camião que embateu na estrutura. A circulação ferroviária foi retomada a meio da manhã, mas o viaduto só será reaberto esta quinta-feira.

  • Suspeito de homicídio à porta do Luanda foi ouvido em tribunal e ficou em preventiva
    1:36

    País

    O suspeito de ser o autor dos disparos que mataram um jovem junto à discoteca Luanda foi ouvido em tribunal e ficou em prisão preventiva. Segundo a investigação, tudo terá começado com um mero desacato, ainda dentro da discoteca, onde a vítima e o detido foram filmados a discutir. O homem de 23 anos está indiciado por dois crimes de homicídio, um na forma tentada.

  • Romeu e Julieta nasceram no mesmo dia e no mesmo hospital

    Mundo

    Na Carolina do Sul, nos EUA, dois bebés tinham o parto marcado para 26 de março mas decidiram nascer mais cedo: exatamente no mesmo dia, apenas com uma diferença de 18 horas. Os pais não se conheciam e, curiosamente, deram o nome aos recém nascidos de Romeo e Juliet (em português, Romeu e Julieta).

  • Gelo nos polos recua para recordes mínimos

    Mundo

    A extensão de gelo polar dos oceanos Ártico e Antártico atingiu recordes mínimos a 13 de fevereiro, perdendo o equivalente a uma área maior do que o México, informou esta quarta-feira a agência espacial norte-americana NASA.

  • Túmulo de Jesus Cristo restaurado

    Mundo

    Após 10 meses de obras de restauro, o túmulo onde Jesus Cristo terá sido sepultado foi esta quarta-feira revelado numa cerimónia na igreja do Santo Sepulcro, em Jerusalém.