sicnot

Perfil

Panama Papers

Panama Papers

Panama Papers

Grupo de peritos internacionais terminou investigação aos Panama Papers

O comité de peritos criado na sequência do escândalo "Panama Papers" para avaliar as práticas financeiras no país e sugerir medidas de combate à evasão fiscal terminou o seu trabalho, anunciou o Governo panamiano. "Estamos impacientes para conhecer as recomendações do comité", disse na quinta-feira a vice-presidente do Panamá, Isabel de Saint Malo, que espera receber formalmente um relatório nos próximos dias.

Os "Panama Papers", mais de 11 milhões de documentos da sociedade de advogados Mossack Fonseca foram divulgados em abril pelo Consórcio Internacional de Jornalistas de Investigação e revelam a utilização de paraísos fiscais que escondem os rendimentos de pessoas e empresas de todo mundo.

O Nobel da Economia Joseph Stiglitz fez parte do comité de peritos criado após o escândalo dos "Panama Papers", mas demitiu-se porque o Governo panamiano recusou comprometer-se a divulgar o resultado da investigação.

O especialista em direito penal suíço Mark Pieth renunciou igualmente ao cargo.

O comité foi criado a 30 de abril pelo Governo de Juan Carlos Varela para avaliar as práticas dos serviços financeiros do Panamá, depois da revelação dos "Panama Papers".

Os estatutos do comité explicitam que o governo do Panamá tem autoridade exclusiva sobre o conteúdo dos trabalhos e que os membros do comité se comprometem a não divulgar os resultados.

Lusa

  • Espanha e Portugal a um ponto dos oitavos

    Mundial 2018 / Irão

    A Espanha colocou-se esta quarta-feira a um ponto dos oitavos de final do Mundial 2018 e deixou Portugal em situação idêntica, ao vencer o Irão por 1-0, em jogo do grupo B, disputado em Kazan.

  • Os momentos que marcaram o 7.º dia de Mundial
    1:08
  • "Ronaldos nascem na Rússia como cogumelos"
    1:49
  • Os momentos descontraídos dos jogadores
    1:54
  • Ronaldo no País dos Sovietes: O humor russo
    1:32
  • Schulz responde a Trump: "é um especialista em estatísticas criminais"

    Mundo

    "Donald Trump é um especialista em estatísticas criminais: pagamentos a estrelas porno, contactos ilegais com russos e diretores de campanha presos". Foi assim que o deputado alemão Martin Schulz respondeu ao Presidente norte-americano, depois de este ter afirmado várias vezes que a criminalidade na Alemanha aumentou devido à imigração.

    SIC

  • "Vou pedir a alguém que dê esta notícia por mim". Jornalista emociona-se com o caso dos bebés mexicanos separados das famílias
    0:49