sicnot

Perfil

Papa Francisco em Fátima

Peregrinos antecipam chegada e enchem lojas e Santuário

PAULO NOVAIS/ LUSA

Muitos dos peregrinos que assistem às celebrações do centenário das "aparições" marianas da Cova da Iria chegaram mais cedo que o habitual, antecipando as filas nos estabelecimentos comerciais e nas cerimónias religiosas.

"Não é costume termos fila tão cedo. Desde antes das 8:00 que temos fila para as confissões", disse à Lusa um dos funcionários do Santuário, depois de ter explicado a um grupo de peregrinos japoneses qual era o sacerdote que os poderia atender na sua língua.


"Não costumamos ter tanta gente tão cedo", disse uma funcionária de uma pastelaria junto à avenida D. João Alves Correia da Silva, enquanto atendia uma fila de dezena e meia de pessoas.


Também Carlos Silva, dono de um café numa das laterais da avenida, se mostrou surpreendido com a quantidade de clientes às primeiras horas da manhã.


"É por causa da chuva. As pessoas chegaram mais cedo e vão depois proteger-se para esperarem pelo papa", explicou o comerciante.


José e Liliana Santos dormiram na última noite no carro. Vieram de Seia na quinta-feira, depois do trabalho, e aproveitaram a tolerância de ponto de hoje para chegarem mais cedo.


"Vimos todos os anos, todos os 13 [de maio] , há 25 anos, desde que casámos. Mas nestes dias mais complicados vimos mais cedo e dormimos sempre no carro", explica José Santos, enquanto se barbeia pelo espelho retrovisor.


O papa Francisco chega hoje à tarde a Portugal para uma visita apostólica ao Santuário de Fátima, no âmbito do Centenário das Aparições, e durante a qual canonizará os pastorinhos Jacinta e Francisco Marto.


O avião que transporta Francisco de Roma deve aterrar na Base Aérea de Monte Real às 16:20, onde terá a aguardá-lo o Presidente da República, o primeiro-ministro, e o presidente da Assembleia da República, além do Núncio Apostólico, Rino Passigato, do presidente da Conferência Episcopal Portuguesa, Manuel Clemente, e do bispo da Diocese de Leiria, António Marto.


Francisco é o quatro papa a visitar Portugal, depois de Paulo VI (1967), João Paulo II (1982, 1991 e 2000) e Bento XVI (2010).

Lusa

  • Pescador desaparecido no rio Minho, em Alvaredo, Melgaço

    País

    O pescador desapareceu na noite deste sábado no rio Minho, em Alvaredo, no concelho de Melgaço, distrito de Viana do Castelo. Segundo a Autoridade Nacional de Proteção Civil estão envolvidos nas buscas 15 operacionais e quatro viaturas.

  • Portugal vai testar capacidade de resposta a ciberataque
    0:22

    País

    O exercício está marcado para os dias 09 e 10 de maio e é o primeiro a nível nacional a testar um ciberataque em Portugal. O teste é organizado pelo Centro Nacional de Cibersegurança (CNCS) para apurar "o "grau de preparação" das várias entidades públicas e privadas, mas já conclusões a ter em conta. Segundo o coordenador do CNCS, Pedro Veiga confirma-se tendência para os ataques serem cada vez mais sofisticados e é preciso alertar a população para o que publicam na internet e se pode colocar em risco a privacidade e a segurança.

  • Mont-Saint-Michel evacuado "por precaução"

    Mundo

    O monumento do Monte Saint-Michel, no oeste de França, foi evacuado hoje de manhã "por precaução", tendo sido retirados os turistas e habitantes devido à presença de um suspeito que ameaçou as forças da ordem, anunciou a polícia francesa.

  • As suspeitas que recaem sobre Ricardo Salgado e Manuel Pinho
    2:00