sicnot

Perfil

Papa Francisco em Fátima

Cerca de 500 mil fiéis assistiram à homilia do Papa em Fátima

Cerca de 500 mil fiéis assistiram hoje à homilia do Papa Francisco no Santuário de Fátima, que encerrou a peregrinação de maio à Cova de Iria. O Papa Francisco despediu-se dos fiéis no Santuário de Fátima e dirigiu-se para a Casa de Nossa Senhora do Carmo, onde almoçou com um grupo de bispos. O chefe da Igreja Católica desloca-s agora para a Base Aérea de Monte Real.

No recinto central do santuário cabem, segundo os organizadores, entre 300 a 400 mil pessoas, mas hoje muitos fiéis assistiram à missa nas zonas laterais assim como nas ruas perto do Santuário. Um número semelhante, avança a EFE, esteve no Santuário de Fátima durante a recitação do terço, na noite de sábado.

Na página oficial da visita do Papa Francisco a Portugal os únicos dados sobre o número de peregrinos revelam que o recinto recebeu hoje 406 grupos de peregrinos de 55 países, num total de 28.534 pessoas.

A fonte sintetiza que, além de Portugal, com 15.167 pessoas, os países com maior representação são a Polónia (1.286 peregrinos), a França (1.106), seguindo-se os Estados Unidos (1.063) e Espanha (1.037).

"Trata-se de grupos organizados por agências de viagens, comunicados ao Serviço de Acolhimento de Peregrinos", acrescenta a informação.

O Papa termina hoje uma visita de menos de 24 horas a Portugal, depois de ter presidido ao Centenário das Aparições.

Jorge Mario Bergoglio é o quarto papa a visitar Fátima, depois de Paulo VI (1967), João Paulo II (1982, 1991 e 2000) e Bento XVI (2010).

Com Lusa

  • Trabalharia horas extra sem ser pago? E feriados?  
    1:25
  • Visita de Estado ao Luxemburgo
    1:34

    País

    O Presidente da República chega esta noite ao Luxemburgo para uma visita de Estado de dois dias. O contacto com a comunidade portuguesa, que é a maior comunidade no país, vai ser um dos pontos fortes da visita.

    Enviados SIC

  • UE dá "luz verde" para início das negociações do Brexit

    Brexit

    Os 27 Estados-membros da União Europeia aprovaram esta segunda-feira a autorização para o início das negociações do Brexit, indicando formalmente o final de junho para início do processo de saída do Reino Unido, que se prolongará por dois anos.