sicnot

Perfil

Ataque ao Charlie Hebdo

Ataque ao Charlie Hebdo

Ataque ao Charlie Hebdo

França mantém forte dispositivo militar para fazer face à ameaça terrorista

O Presidente francês, François Hollande, disse hoje que o dispositivo militar para manter a segurança face à ameaça terrorista "vai manter-se" com sete mil soldados nas ruas, e anunciou um aumento da despesa neste setor no futuro.

Sete mil soldados nas ruas em França contra ameaças à segurança, assegura François Hollande

Sete mil soldados nas ruas em França contra ameaças à segurança, assegura François Hollande

© Gonzalo Fuentes / Reuters

"A segurança, a proteção, a independência, são princípios que não se negoceiam, porque está em jogo a força dos nossos valores", disse Hollande, numa declaração no final de uma reunião sobre defesa com membros do seu Governo.

 

O líder francês acrescentou que "a França enfrenta fortes ameaças, tanto dentro, como fora do seu território", e por isso anunciou que o país vai aumentar o orçamento para a defesa em 3,8 mil milhões face ao inicialmente previsto.

 

Assim, o Ministério da Defesa já tem garantidos os seus fundos para este ano, já que receberá diretamente do Estado uma verba de 31,8 mil milhões de euros que tem consignados, e não de fontes incertas, como a atribuição de licenças de telecomunicações, de acordo com a agência espanhola Efe.

 

Sobre as missões no exterior, nomeadamente na República Centro-Africana e no Iraque, mas não só, Hollande disse que "as forças exteriores devem manter-se num nível elevado" porque só têm como missão "dar apoio às populações que podem estar ameaçadas".

 

Nessas missões estão cerca de 9 mil soldados franceses.

 

Lusa

  • O fim do julgamento do caso BPN, seis anos depois
    2:26

    País

    O antigo presidente do BPN José Oliveira Costa tentou adiar o fim do julgamento principal do caso com um recurso para o Tribunal Constitucional. Apesar disso, a leitura do acórdão continua marcada para esta quarta-feira, quase seis anos e meio depois de os 15 arguidos se terem sentado pela primeira vez no banco dos réus.

  • José Oliveira Costa, o rosto do buraco financeiro do BPN
    3:04

    País

    José Oliveira Costa foi o homem forte do BPN durante 10 anos e tornou-se o rosto do gigantesco buraco financeiro. Manteve-se em silêncio durante todo o julgamento, mas falou aos deputados da comissão de inquérito, para negar qualquer envolvimento no escândalo que fez ruir o BPN.

  • Saída do Procedimento por Défice Excessivo marca debate no Parlamento
    1:40
  • Filhos tentam anular casamento de pai de 101 anos

    País

    O casamento de um homem de 101 anos com uma mulher com metade da idade, em Bragança, está a ser contestado judicialmente pelos filhos do idoso, que acusam aquela que era empregada da família de querer ser herdeira.