sicnot

Perfil

Ataque ao Charlie Hebdo

Ataque ao Charlie Hebdo

Ataque ao Charlie Hebdo

Jihadista francês Salim Benghalem condenado à revelia a 15 anos de prisão

O francês Salim Benghalem, considerado um importante membro do grupo Daesh (autoproclamado Estado Islâmico) e com ligações aos atacantes do Charlie Hebdo, foi hoje condenado à revelia por um tribunal de Paris a 15 anos de prisão.

Raqqa, junho de 2014.

Raqqa, junho de 2014.

© Stringer . / Reuters

O tribunal correcional de Paris pronunciou ainda penas de seis a nove anos de prisão contra seis outros indiciados.

Neste processo relacionada com uma fileira de recrutamento de jihadistas, o procurador tinha pedido 18 anos contra Benghalem, que se julga estar na Síria desde 2013, e seis a dez anos para os restantes suspeitos.

Benghalem, 35 anos, alvo de um mandado de captura internacional e incluído na "lista negra" dos Estados Unidos, terá ficado furioso quando os seus homens desertaram quando chegaram à Síria, referiu ainda o procurador.

Antigo preso de delito comum radicalizado na prisão, Benghalem frequentou um grupo de islamitas parisienses quando foi libertado em 2010. Nessa ocasião passou a encontrar-se regularmente com os irmãos Kouachi, autores do atentado de 7 de janeiro de 2015 contra o jornal satírico Charlie Hebo, e com Amédy Coulibaly, o atacante de uma mercearia judaica em 9 de janeiro de 2015.

Na ata de acusação, o procurador sublinhou a sua "perigosidade máxima" e considera que representa o "perfil" dos autores dos atentados de 13 de novembro que provocaram 130 mortos em Paris.

Num vídeo de propaganda difundido em 13 de fevereiro de 2015, Benghalem ameaça a França, exprime a sua alegria face aos ataques de janeiro de Paris (17 mortos) e apela às "células adormecidas" que ataquem a França.

Lusa

  • "Hoje vi chover lume"
    3:57
  • A Minha Outra Pátria
    29:53
  • Milhares de clientes da CGD vão pagar quase 5€/ mês por comissões de conta
    1:24

    Economia

    Milhares de clientes da Caixa Geral de Depósitos (CGD), que até aqui estavam isentos de qualquer pagamento, vão começar a pagar quase 5 euros por mês por comissões de conta. A medida abrange também reformados e pensionistas e entra em vigor já em setembro. Ainda assim, os clientes com mais de 65 anos e uma pensão inferior a 835 euros por mês continuam isentos.

  • O apelo da adolescente arrependida de ir lutar pelo Daesh

    Daesh

    Uma adolescente alemã que desapareceu da casa dos pais, no estado da Saxónia, esteve entre os vários militantes do Daesh detidos este fim de semana na cidade iraquiana de Mossul. Arrependida do rumo que deu à sua vida, deixou um apelo emocionado em que expressa, repetidamente, a vontade de "fugir" e voltar para casa.

    SIC