sicnot

Perfil

Pokémon Go

Hotel no Porto ajuda hóspedes a encontrar pokémons

Hotel no Porto ajuda hóspedes a encontrar pokémons

O Pokémon Go já não é só um jogo. Num hotel do Porto faz também parte do trabalho. Os funcionários estão preparados para mostrar aos hóspedes onde podem encontrar pokémons no hotel e nas proximidades.

  • A febre do Pokémon Go
    5:33

    Pokémon Go

    Afinal o que é este jogo para telemóvel que põe milhões a andar na rua? Já foi causa de embaraços, acidentes e ajudou em assaltos. Contudo, há uma verdadeira febre coletiva com a recente forma de aventura. O Pokémon Go desafia os jogadores a caçarem monstros de bolso em cenários reais, captados pelas câmaras dos telemóveis. O Lourenço Medeiros explica.

  • "É o que ganho por jogar este jogo palerma"
    0:48

    Pokémon Go

    Um jogador do Pokémon Go embateu num carro da polícia, enquanto conduzia e jogava ao mesmo tempo. O acidente aconteceu em Baltimore nos Estados Unidos da América, sob o olhar atento das autoridades. Ninguém ficou ferido e a polícia aproveitou para reforçar os apelos. O jogo e as autoridades pedem aos jogadores para terem atenção ao que se passa no mundo real.

  • Curiosidades sobre o Mundial da Rússia
    3:08
  • Ronaldo no País dos Sovietes: Algumas curiosidades
    1:54
  • O choro intenso de Neymar explicado pelo próprio
    0:51
  • A queda aparatosa do selecionador do Brasil
    0:05
  • Dia de limpezas em Chaves após noite de chuva intensa e queda de granizo
    2:44
  • Athanasia, uma mulher sem medo das alturas
    0:35

    Mundo

    É grega, chama-se Athanasia Athineau, tem 29 anos e pertence à unidade de forças especiais da Grécia. O salto que podemos ver é de 10 mil pés, mas Athanasia faz também saltos de 30 mil. Neste caso, caíu a uma velocidade de 250 quilómetros por hora antes de abrir o pára-quedas.

  • Talheres de Hitler vendidos por 14 mil euros

    Mundo

    Um conjunto de duas facas, três colheres e três garfos de prata, que pertencia a Adolf Hitler, foi vendido em Dorset, Inglaterra, pelo valor de 12.500 libras (aproximadamente 14.200 euros). O serviço de talheres foi criado no âmbito das celebrações do 50.º aniversário do ditador nazi.

    SIC