sicnot

Perfil

Pokémon Go

Pokémon Go

Pokémon Go

Artistas criticam Pokémon Go e alertam sobre a guerra na Síria

reuters

As imagens de um Pokémon a chorar entre escombros ou cercado de extremistas estão a ser divulgadas por artistas sírios que alertam para a guerra através do jogo que está a envolver pessoas em todo o mundo.

O desenho do Pokémon, pequena criatura imaginária recentemente utilizada num jogo de telemóvel, aparece igualmente em cartazes empunhados por crianças vítimas da guerra na Síria que já fez mais de 280 mil mortos.

As imagens que criticam a indiferença do mundo mais interessado no famoso jogo Pokémon Go do que no conflito sírio estão a ser difundidas através da internet desde o princípio da semana.

O gráfico sírio Saif Aldeen Tahhan, residente na Dinamarca, fez as primeiras montagens fotográficas onde, além dos personagens da série japonesa Pikachu, aparece também um urso de peluche ao lado de um cadáver, livros rasgados em bairros devastados pelos bombardeamentos ou imagens a bordo de embarcações pneumáticas cheias de refugiados no Mar Mediterrânico.

"Espero que a mensagem consiga o objetivo que é chegar ao mundo inteiro e que os sírios consigam segurança", escreveu o autor no blog pessoal e na página que mantém na plataforma digital Facebook.

Um outro artista sírio, o fotógrafo Khaled Akil publicou hoje num blog montagens fotográficas onde aparecem os mesmos personagens dos desenhos animados japoneses em ruas destruídas por bombas, sobre um blindado e o célebre Pikachu ao lado de uma viatura calcinada.

"Eu sou de Kafranbel. Venham salvar-me" apela a imagem de um Pikachu pintado numa folha de papel exibida por uma criança síria.

A localidade de Kafranbel, na província síria de Idleb (noroeste) é controlada pela Al-Qaeda e é constantemente bombardeada pela aviação governamental apoiada pelos aliados russos.

Mesmo assim e apesar da guerra, o entusiasmo pelo jogo Pokémon Go conta também com a participação de combatentes sírios que têm partilhado através das redes sociais na internet fotografias das criaturas virtuais.


Lusa

  • A febre do Pokémon Go
    5:33

    Pokémon Go

    Afinal o que é este jogo para telemóvel que põe milhões a andar na rua? Já foi causa de embaraços, acidentes e ajudou em assaltos. Contudo, há uma verdadeira febre coletiva com a recente forma de aventura. O Pokémon Go desafia os jogadores a caçarem monstros de bolso em cenários reais, captados pelas câmaras dos telemóveis. O Lourenço Medeiros explica.

  • "O bom senso obriga a acordo para a estabilização do sistema financeiro"
    2:06

    Economia

    O Presidente da República disse esta quarta-feira que "o bom senso obriga a que todos estejam de acordo para a estabilização do sistema financeiro". Num aparente recado a Passos Coelho, Marcelo apelou a um consenso de regime e avisou que "não há prazer tático que justifique o desgaste" provocado pelas divisões atuais.

  • Uma alternativa aos serviços de enfermagem ao domicílio
    7:34
  • Familiares de vítimas procuram destroços do MH370
    1:48

    Voo MH370

    Um grupo de familiares das vítimas do avião das linhas aéreas da Malásia, desaparecido em 2014, procuram destroços do aparelho em Madagáscar. As autoridades malaias estudam a posssibilidade de uma nova operação de buscas.

  • Primeiro-ministro em lágrimas ao reencontrar refugiado que recebeu no Canadá em 2015

    Mundo

    Justin Trudeau desfez-se em lágrimas no reencontro com um refugiado sírio, que ele recebeu no Canadá em 2015. No ano passado, Trudeau recebeu pessoalmente os refugiados no aeroporto, onde foi visto a entregar casacos de inverno aos migrantes. Esta segunda-feira, o primeiro-ministro conheceu algumas das famílias que se estabeleceram no país, numa reunião filmada pela emissora canadiana CBC.