sicnot

Perfil

Pokémon Go

Pokémon Go

Pokémon Go

Nicolás Maduro diz que Pokémon Go promove "cultura de morte" criada pelo capitalismo

Reuters

O Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, considerou na terça-feira que o jogo virtual Pokemón Go faz parte da "cultura de morte" criada pelo capitalismo e que levou muitos jovens a integrarem-se em organizações terroristas.

"Há que abrir um debate sobre a geração de uma cultura que gera realidades virtuais, como a realidade do recente jogo Pokemón Go. A realidade virtual é matar e matar, a cultura da morte que tem criado o capitalismo", disse, durante o programa de rádio e televisão "Em Contato com Maduro".

Para o Presidente da Venezuela, trata-se de "um tema muito sério" porque leva os jovens a estar muito tempo ligados à tecnologia.

"A penetração dos novos mecanismos da cultura da violência na juventude venezuelana e na mundial é um tema muito sério que aponta à individualização do ser humano, ligado só à tecnologia e, na tecnologia, ligado com realidades virtuais, que o leva à cultura das armas e do mau", disse.

O Chefe de Estado propôs a realização de um debate no âmbito dos países membros da União de Nações da América do Sul (Unasul) "para partilhar experiências na luta pela cultura da vida, pela cultura do fazer, pela cultura do humano, porque a cultura da morte é um fenómeno mundial que está a roubar a infância, porque são os jovens, muitos jovens, os que estão a cometer assassinatos".

Como resultados desta "cultura da morte", Nicolás Maduro mencionou os recentes atentados terroristas no Afeganistão, França, Síria e Alemanha.

"As realidades virtuais das armas, da cultura da morte que tem criado o capitalismo, isso deve ser motivo de preocupação", sentenciou.

  • "Almaraz: Uma bomba-relógio aqui ao lado"
    1:56
  • 105 detidos pela PSP e GNR nas últimas 24 horas

    País

    Só a GNR deteve 64 pessoas em flagrante delito, entre a noite de sexta-feira e o início da manhã deste sábado, a maioria das quais (47) por condução sob o efeito do álcool. A PSP de Lisboa efetuou 41 detenções em 24 horas, dez por tráfico de droga.

  • Videoamador mostra grupo a atar tocha a um touro
    1:33
  • PJ investiga forma como o FC Porto obteve os e-mails
    1:58

    Desporto

    Enquanto o campeonato português de futebol está de férias do relvado, nos bastidores continua uma guerra aberta por causa dos e-mails. O FC Porto entregou à Polícia Judiciária toda a documentação disponível do chamado caso dos e-mails, que envolve o Benfica num alegado esquema de corrupção. O pedido foi feito pela Unidade Nacional de Combate à Corrupção da PJ. A forma como o FC Porto obteve os e-mails também está a ser investigada pela Polícia Judiciária.

  • Manifestantes bloquearam Caracas

    Mundo

    Milhares de pessoas bloquearam esta sexta-feira as ruas de Caracas e de outras cidades, em protesto contra a repressão e o assassinato de manifestantes pelas forças de segurança.