sicnot

Perfil

Pokémon Go

Pokémon Go

Pokémon Go

Nintendo passa de lucro a prejuízo devido à valorização do iene

© Issei Kato / Reuters

O gigante nipónico dos videojogos Nintendo fechou o primeiro trimestre do ano fiscal japonês (abril a junho) com um prejuízo de 24.534 milhões de ienes (cerca de 211 milhões de euros), afetado pela valorização da moeda.

Este prejuízo compara com 8.234 milhões de ienes (cerca de 70 milhões de euros) de lucro no mesmo período de 2015.

Ainda assim, a Nintendo mantém inalterada a previsão de lucro para todo o ano fiscal, antecipando que o impacto financeiro do jogo Pokémon Go será limitado.

Desde o lançamento do jogo Pokémon Go, a 06 de julho, o valor das ações da Nintendo disparou para mais de 12 mil milhões de dólares (quase 11 mil milhões de euros) em menos de um mês.

Entretanto, a empresa liderada por Tatsumi Kimishima explicou que não receberá diretamente as receitas geradas pela aplicação Pokémon Go, o que levou os títulos a perderem quase 21% na Bolsa de Tóquio, nas últimas três sessões.

A aplicação da Niantic - distribuída pela Nintendo - encontra-se no topo da lista de transferências quer do iTunes quer da loja da Google.

A Nintendo estima fechar o ano fiscal, que termina em março de 2017, com um lucro de 35.000 milhões de ienes (301 milhões de euros), o que representaria um crescimento de 112% face ao período homólogo.


Lusa

  • Caixa multibanco assaltada em Portugal a cada dois dias
    2:43

    País

    O semanário Expresso conta que a mulher que morreu vítima de um disparo de agentes da PSP foi atingida pelas costas. O caso está a ser investigado pela PJ, que procura encaixar as peças da noite que acabou com uma morte inocente mas que começou com uma perseguição a um grupo de assaltantes de um multibanco. Assaltos que são cada vez mais comuns e que preocupam o Governo. A cada dois dias, uma caixa é assaltada.

  • Metro de Lisboa vai reduzir consumo de água

    País

    O Metro de Lisboa colocou em prática um programa para reduzir o consumo de água devido à situação de seca em Portugal, respondendo assim ao apelo do Ministério do Ambiente, segundo um comunicado divulgado este sábado.