sicnot

Perfil

Pokémon Go

Pokémon Go

Pokémon Go

Nova Iorque proibe 3 mil pedófilos de jogarem Pókemon Go

© Sam Mircovich / Reuters

O Estado norte-americano de Nova Iorque anunciou hoje que vai proibir cerca de 3 mil pedófilos em liberdade condicional de utilizar o Pókemon Go, para garantir a segurança das crianças.

A medida, segundo as autoridades, visa garantir a segurança das crianças e foi posta em prática dias depois dos legisladores terem chamado a atenção para o perigo dos pedófilos se aproveitarem do jogo.

"Proteger as crianças de Nova Iorque é a prioridade número um e, à medida que a tecnologia avança, devemos assegurar que aqueles avanços não se convertam em avenidas para que os perigosos predadores abusem de novas vítimas", referiu, em comunicado, o governador do estado de Nova Iorque, Andrew Cuomo.

Andrew Cuomo ordenou hoje ao departamento estatal de prisões para restringir o uso do Pokémon Go às pessoas condenadas por crimes sexuais em liberdade condicional e avisá-las que caso descarreguem o jogo ou participem em jogos parecidos estão a violar a liberdade condicional.

A decisão vai afetar cerca de 3 mil condenados que estão atualmente em liberdade condicional, segundo as autoridades.

O Estado de Nova Iorque vai também contactar com a empresa que criou a aplicação para colaborar com a iniciativa das autoridades.

Segundo a investigação, apresentada pelas autoridades nova-iorquinas, os Pokémon Go foram localizados em frente de casas de pessoas condenadas por crimes sexuais em 57% dos casos.

A aplicação também permite aos pedófilos saberem através um mapa onde estão crianças a perseguir as populares criaturas.

Lusa

  • Marinha e Exército dão luz verde ao Aeroporto do Montijo

    País

    De acordo com a edição deste domingo do Diário de Notícias, o Exército e a Marinha já comunicaram à Força Aérea disponibilidade para desocupar parcialmente a base aérea e o Montijo se transformar num num aeroporto complementar ao de Lisboa.

  • Militares tentam acabar com guerra entre traficantes na Rocinha, Rio de Janeiro
    3:07

    Mundo

    As últimas horas têm sido de tensão no Rio de Janeiro depois dos tiroteios que começaram desde que uma das principais favelas da cidade foi ocupada por militares na sexta-feira. As forças federais foram acionadas para auxiliarem a polícia, que há vários dias tenta acabar com a guerra entre fações de traficantes de droga.

  • Irão lança míssil de médio alcance
    1:13

    Mundo

    Três dias depois do discurso hostil de Donald Trump nas Nações Unidas, o Irão testou um novo míssil de médio alcance que atingiu uma altura de dois mil quilómetros. Teerão diz que o teste não viola o acordo nuclear.

  • Trump renovou as ameaças à Coreia do Norte
    1:30
  • Atrás das Câmaras em Pedrógão Grande
    3:37
    Atrás das Câmaras

    Atrás das Câmaras

    DIARIAMENTE NA SIC E SIC NOTÍCIAS

    A carrinha do "Atrás das Câmaras" continua pelo país a mostrar aquilo que alguns políticos ignoram. Este sábado a equipa da SIC esteve em Pedrógão Grande, 99 dias após o incêndio que fez 64 mortos e 200 feridos.

  • Morreu Charles Bradley, uma das lendas do soul

    Cultura

    O cantor Charles Bradley morreu este sábado aos 68 anos. O músico norte-americano foi diagnosticado com cancro no ano passado. A notícia da morte foi confirmada na página oficial do cantor no Facebook.