sicnot

Perfil

Pokémon Go

Pokémon Go

Pokémon Go

Pokémons saem à rua para se vingarem dos humanos

E se de repente lhe aparecesse uma personagem Pokémon à frente e lhe atirasse uma pokebola? Foi isso mesmo que aconteceu em Basileia, na Suíça.

O gabinete de turismo de Basileia, na Suíça, desenvolveu uma política de divulgação da cidade assente na aplicação Pokémon Go, o jogo que se tornou viral e que é jogado, neste momento, por mais de 15 milhões de pessoas em todo o mundo.

A iniciativa foi simples e rapidamente se tornou viral nas redes sociais: enviar algumas pessoas mascaradas de Pikachu para as ruas de Basileia e, como forma de vingança, atirar as míticas pokébolas aos jogadores da aplicação que andassem junto às margens do rio Reno.

O vídeo "Pokémon: The revenge", que já foi partilhado por mais de um milhão de pessoas no Facebook, mostra as reações da população de Basileia à saída de vários Pokémons de carrinhas brancas que, recorrendo a fisgas, ou simplesmente correndo atrás dos jogadores, tentam, simbolicamente, capturá-los.

A brincadeira foi recebida com agrado pela maioria das vítimas mas, em alguns casos, os mascarados de Pikachu foram também perseguidos, porém de forma real.

  • Pokémon Go a causar estragos pelo mundo
    1:42

    Pokémon Go

    O jogo Pokémon Go continua a dar que falar por todo o mundo. Em Nova Iorque, por exemplo, três mil pedófilos em liberdade condicional foram proibidos de jogar para prevenir novos abusos sexuais sobre crianças. As histórias relacionadas com este jogo de realidade virtual espalham-se pelo resto do mundo.

  • Quando os Pokémons acabam com uma relação

    Pokémon Go

    Pokémon Go já foi oficialmente lançado em Portugal. O jogo desafia os jogadores a caçarem monstros de bolso em cenários reais, captados pelas câmaras dos telemóveis. O regresso dos Pokémons tem dado que falar e já foi causa de muitos embaraços, acidentes e até ajudou em assaltos. Agora surge mais uma história insólita, um rapaz que perdeu a namorada depois de capturar um Pokémon em casa da ex-namorada.

  • Mais de um milhão de crianças em risco de morrer à fome
    1:23

    Mundo

    Cerca de 1.4 milhões de crianças estão em risco iminente de morrer à fome. Deste modo, a UNICEF faz um apelo urgente de cerca de 230 milhões de euros para levar nos próximos meses comida, água e serviços médicos a estas crianças. As imagens desta reportagem podem impressionar os espectadores mais sensíveis.

  • Vídeo amador mostra destruição na Síria
    1:04

    Mundo

    A guerra na Síria continua a fazer vítimas mortais. Um vídeo amador divulgado esta segunda-feira mostra o estado de uma localidade a este de Damasco, depois de um ataque aéreo no fim-de-semana. No ataque, 16 pessoas morreram e há várias dezenas de feridos.

  • Partidos querem eleições a 1 de outubro
    1:35
  • Identificadas 10 mil vítimas de violência em 2016
    1:32
  • Homem que esfaqueou mulher em Esmoriz é acusado de homicídio qualificado
    1:24

    País

    O homem que no sábado esfaqueou a mulher em Esmoriz está acusado de homicídio qualificado. O arguido de 50 anos foi ouvido esta segunda-feira pelo juiz de instrução e ficou em prisão preventiva, uma medida fundamentada pelo perigo de fuga e de alarme. O homem remeteu-se ao silêncio durante o interrogatório, no Tribunal de Aveiro.

  • Homem condenado a oito anos e meio por abuso sexual da mãe
    1:10

    País

    O Tribunal de Coimbra condenou esta segunda-feira um homem de 53 anos a oito anos e meio de prisão por abuso sexual da mãe e ainda por crimes de roubo e coação. A mãe, de 70 anos, sofria de problemas nervosos e consumia bebidas alcoólicas com frequência, tendo sido vítima de abuso sexual por parte do filho enquanto dormia. Os crimes cometidos remetem para o início de 2016, depois do homem já ter cumprido outras penas de prisão em Espanha.

  • Jovem de 21 anos morre colhida por comboio na linha da Beira Baixa
    0:43

    País

    Uma jovem de 21 anos morreu esta segunda-feira ao ser atropelada pelo comboio Intercidades à saída da estação de Castelo Branco, na linha da Beira Baixa. A vítima foi colhida pelo comboio que seguia no sentido Lisboa-Covilhã ao atravessar a linha de caminho de ferro. Este é um local onde não existe passagem de nível, mas habitualmente muitas pessoas arriscam fazer a travessia da linha.

  • Banco do Metro com pénis gera polémica no México

    Mundo

    Um banco em formato de homem com o pénis exposto, numa das carruagens de Metro da Cidade do México, está a gerar polémica. A iniciativa integra uma campanha contra o assédio sexual de que as mulheres são vítima no país.