sicnot

Perfil

Pokémon Go

Pokémon Go

Pokémon Go

Japão regista primeira morte relacionada com Pokémon GO

reuters

A morte de uma mulher após ser atropelada por um condutor que jogava 'Pokémon GO' ao volante tornou-se no primeiro acidente mortal relacionado com o popular jogo no Japão, informam hoje os 'media' locais.

O japonês Keiji Goo, de 39 anos, foi detido na quarta-feira depois de a furgoneta que conduzia ter atingido duas mulheres na localidade de Tokushima, no sudoeste do país, provocando a morte de uma delas, de 72 anos.

Segundo a polícia japonesa, o homem afirmou que estava a jogar 'Pokémon GO', informou a agência noticiosa Kyodo.

A outra mulher envolvida no acidente, de 60 anos, sofreu uma fratura na anca na sequência do atropelamento, ocorrido na passada terça-feira, dia 23.

Baseado no conceito de realidade aumentada, este jogo convida as pessoas a caçarem 'pokémons' em lugares reais com a ajuda do telemóvel, a partir do sistema GPS de cada dispositivo.

Desde a estreia, no Japão, na segunda-feira, dia 22, ocorreram 79 acidentes de automóvel e de bicicleta relacionados com o jogo no país asiático, segundo estatísticas da Agência Nacional de Polícia.

  • "Não jogue Pokémon Go enquanto conduz"

    Pokémon Go

    Um polícia de trânsito tailandês segura um cartaz com uma mensagem dizendo: "Não jogue Pokémon Go enquanto conduz", numa das principais ruas de Banguecoque. A placa faz parte de uma campanha de prevenção de acidentes, lançada pela polícia, e que pretende multar condutores e peões que jogam Pokémon Go na via pública.

  • Pokémon Go a causar estragos pelo mundo
    1:42

    Pokémon Go

    O jogo Pokémon Go continua a dar que falar por todo o mundo. Em Nova Iorque, por exemplo, três mil pedófilos em liberdade condicional foram proibidos de jogar para prevenir novos abusos sexuais sobre crianças. As histórias relacionadas com este jogo de realidade virtual espalham-se pelo resto do mundo.

  • Presidente do Tondela diz que clube foi humilhado
    1:26

    Desporto

    O presidente do Tondela participou esta segunda-feira na conferência de imprensa após o jogo da 23.ª jornada da I Liga com o Sporting. Gilberto Coimbra criticou o árbitro do encontro João Capela, e diz que o tempo de compensação dado a mais foi por uma falta que não foi assinalada sobre um jogador do Tondela, Bruno Monteiro.

  • Último golo do Sporting ao Tondela "é legal e limpinho" 
    0:41

    Desporto

    Jorge Jesus entende que a vitória desta segunda-feira do Sporting frente ao Tondela não merece contestação e destaca o facto de o árbitro ter avisado os jogadores que iria prolongar o tempo extra. Para o treinador dos leões, o golo no minuto 99' é legal. 

  • Deputados pedem medidas urgentes para travar exploração de urânio junto à fronteira
    3:06

    País

    Um projeto de exploração de urânio no município de Retortilho em Salamanca, a cerca de 40 quilómetros da fronteira portuguesa, está a causar preocupação nos dois países. Portugueses e espanhóis temem o risco de contaminação por via aérea e fluvial. Deputados portugueses visitaram o local, onde pediram medidas firmas e urgentes ao Governo para travar o projeto. As autoridades de Espanha não acionaram o mecanismo de avaliação ambiental partilhada.

  • Mulher enterrada viva no Brasil
    1:13

    Mundo

    Uma mulher de 37 anos terá sido enterrada viva no oeste da Bahia, no Brasil. A certidão de óbito aponta um choque séptico como a causa da morte, mas os ferimentos com que foi encontrada no interior do caixão indicam um possível erro. Os moradores de casas vizinhas do cemitério municipal onde Rosângela dos Santos foi enterrada ouviram gritos vindos do túmulo.

  • "Os Estados Unidos são uma sociedade de pistoleiros"
    3:47
  • Trump desafia Oprah a candidatar-se para ser derrotada

    Mundo

    Apesar de Oprah Winfrey ter excluído uma eventual candidatura às eleições presidenciais dos Estados Unidos da América, Donald Trump ainda não se esqueceu dos rumores e desafiou a apresentadora a candidatar-se em 2020. Através do Twitter, o Presidente norte-americano disse ainda que assim poderia ser "exposta e derrotada como todos os outros".

    SIC