sicnot

Perfil

Presidenciais 2016

Presidenciais 2016

Presidenciais 2016

Costa reconhece que Marcelo é "candidato forte"

​O secretário-geral do PS reconheceu esta sexta-feira que Marcelo Rebelo de Sousa é um "candidato forte" às presidenciais de 2016, mas mostrou confiança na passagem à segunda volta de um candidato da área socialista para o sufrágio de janeiro.

Marcelo não pode ter a "expectativa de contar com o apoio do PS", referiu António Costa.

Marcelo não pode ter a "expectativa de contar com o apoio do PS", referiu António Costa.

Lusa

"O professor Marcelo Rebelo de Sousa será certamente sempre um candidato forte", admitiu António Costa, que falava aos jornalistas no final de uma reunião entre uma delegação do PS e uma outra do partido ecologista "Os Verdes", encontro tido na sede deste último partido, em Lisboa.

Marcelo não pode ter a "expectativa de contar com o apoio do PS", contou ainda António Costa, lembrando a decisão de segunda-feira do partido, que em Comissão Política acordou conceder liberdade de voto aos socialistas na primeira volta das eleições presidenciais entre os candidatos do seu espaço político, para já, Sampaio da Nóvoa e Maria de Belém.

"O apelo que fazemos é que todos os socialistas apoiem, entre os dois candidatos da nossa área [Sampaio da Nóvoa e Maria de Belém], aquele que preferem, e participem ativamente na campanha eleitoral e contribuam para que possam ter um bom resultado na primeira volta", declarou então líder do PS.

"O professor vem cá esta semana, mas não como comentador", disse a mesma fonte.

O antigo presidente do PSD Marcelo Rebelo de Sousa anuncia hoje, às 18:00, em Celorico de Basto, Braga, a sua candidatura à Presidência da República.

Lusa

  • BCE autoriza CGD a avançar com recapitalização

    Caso CGD

    A Caixa Geral de Depósitos informou esta sexta-feira que vai prosseguir com as operações da primeira fase do aumento de capital, depois de ter obtido autorização para isso junto do Banco Central Europeu (BCE) e do Banco de Portugal.

  • Governo garante que programa de ajuda alimentar será executado em 2017
    2:56

    País

    O Governo não executou o programa europeu que, no ano passado, apoiou 400 mil portugueses e é acusado de ter desperdiçado este ano 28 milhões de euros em ajuda alimentar. O ministro do Trabalho e da Solidariedade Social, Vieira da Silva, garante que o programa será executado em 2017 e que este ano serviu para tomar medidas no sentido dessa implementação.

  • Sol e calor teimam em ficar para o Natal
    1:50

    País

    Com o Natal à porta, o sol teima em ficar um pouco por todo o país. Até a norte as temperaturas estão altas para esta época do ano com o distrito do Porto a rondar os 18 graus.

  • Reino Unido em alerta máximo de terrorismo

    Mundo

    O Reino Unido elevou o alerta de terrorismo para o nível máximo depois das declarações, esta quinta-feira, do chefe das secretas britânicas. O diretor do MI6 está preocupado com eventuais ataques contra o Reino Unido e outros aliados.

  • O anúncio de natal que está a emocionar o mundo
    1:47