sicnot

Perfil

Presidenciais 2016

Presidenciais 2016

Presidenciais 2016

Maria de Belém apresenta hoje candidatura à Presidência

A ex-presidente do Partido Socialista (PS) e antiga ministra da Saúde, Maria de Belém Roseira, apresenta hoje a sua candidatura à Presidência da República, em Lisboa.

A presidente do Partido Socialista, Maria de Belém, acompanhada pelo líder honorário do partido, Almeida Santos.

A presidente do Partido Socialista, Maria de Belém, acompanhada pelo líder honorário do partido, Almeida Santos.

(Lusa/Arquivo)

A apresentação decorrerá no Centro Cultural de Belém, às 18:00, sendo esperadas figuras do PS como Manuel Alegre ou Vera Jardim, além de elementos do seu grupo de apoio, afirmou fonte da candidatura à agência Lusa.

Desse grupo contam-se nomes como o médico Joshua Ruah, a farmacêutica e professora universitária Ana Paula Martins, a médica e professora universitária Maria do Céu Santo, o diretor comercial Paulo Marques, a técnica de 'marketing' Joana Santos e a assistente social Vânia Dias.

Maria de Belém Roseira, 66 anos, foi ministra da Saúde e da Igualdade em governos de António Guterres (1995-2000) e ex-presidente do PS (2011-2014) durante a liderança de António José Seguro.

O anúncio da intenção de candidatura a Belém foi feito a 17 de agosto pela própria, mas o seu nome já havia sido lançado para uma candidatura a Presidente da República numa reunião da Comissão Política do PS pela eurodeputada socialista Ana Gomes e por elementos do partido ligados ao anterior secretário-geral António José Seguro.

"Apresentarei publicamente a minha candidatura após as eleições legislativas de 04 de outubro", dizia Maria de Belém numa nota, na qual acrescentava que já tinha comunicado a sua intenção ao secretário-geral do PS, António Costa.

No momento em que anunciava a sua intenção de se candidatar, o secretário-geral do partido respondia a perguntas de telespetadores na SIC Noticias.

Na noite das eleições de 04 de outubro, Maria de Belém escusou-se a comentar a derrota do PS nas eleições legislativas, explicando que desde que se apresentou como candidata à Presidência da República deixou de intervir na vida interna do partido.

A Comissão Política Nacional do PS decidiu conceder liberdade de voto aos socialistas na primeira volta das eleições presidenciais entre os candidatos do seu espaço político, para já, Sampaio da Nóvoa e Maria de Belém.

Lusa