sicnot

Perfil

Presidenciais 2016

Presidenciais 2016

Presidenciais 2016

Edgar Silva diz que Estado não pode discriminar portugueses

O candidato presidencial apoiado pelo PCP, Edgar Silva, defendeu hoje, em Viana do Castelo, que o Estado "não pode" tratar os portugueses que vivem longe dos centros urbanos como "se fossem de terceira ou quarta categoria".

Lusa

Lusa

ANT\303\223NIO COTRIM

"Há aqui da parte do Estado a imposição de constrangimentos que são inaceitáveis e são bloqueios ao desenvolvimento aos mais variados níveis", disse Edgar Silva durante uma visita ao concelho de Viana do Castelo.

Falando no final de uma visita às instalações da Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão deficiente mental (APPACDM), o candidato afirmou que o "Estado não pode ter uma política madrasta para quem está na periferia, e depois de total apoio a quem está nos grandes centros urbanos".

"Há uma exigência de tratamento que não pode ser igual, porque as situações não são de igualdade, de uma discriminação positiva para quem necessita de respostas específicas", sublinhou.

Segundo Edgar Silva, "é contra esta forma inaceitável do Estado intervir" que a sua candidatura se irá bater nas eleições presidenciais de 24 de janeiro, garantindo que irá "tomar partido de quem, na periferia, reclama por justiça".

Como exemplo "deplorável" desse tratamento apontou o caso de dois Centros de Atividades Ocupacionais (CAO), e um lar residencial daquela associação de apoio à deficiência, respostas que deixam de ter apoio da Segurança Social.

Edgar Silva disse que se trata de "um problema que quase parece inacreditável" e classificou como "deplorável" o comportamento da Segurança Social.

"Os equipamentos estão prontos a funcionar e estão encerrados porque a Segurança Social assumiu compromissos e não está a honrá-los", sustentou.

"Eu como candidato à presidência da República e se vier a ser, se o povo assim o quiser, através do voto estas situações não podem deixar um candidato a presidente da República indiferente (...). Requerem decisões imediatas", defendeu.

Antes de visitar aquela associação, o candidato esteve no Instituto Politécnico de Viana do Castelo, o qual se debate "com insuficiente financiamento", tendo ainda apontado a introdução das portagens na A28, como um dos "obstáculos" que se colocam à região, no que diz respeito "aos direitos de mobilidade e ao desenvolvimento económico".

Edgar Silva deslocou-se ainda a uma fábrica de armas para contactos com trabalhadores e termina o dia com um jantar com apoiantes na sede do partido em Viana do Castelo.

Lusa

  • Mais de um milhão de crianças em risco de morrer à fome
    1:23

    Mundo

    Cerca de 1.4 milhões de crianças estão em risco iminente de morrer à fome. Deste modo, a UNICEF faz um apelo urgente de cerca de 230 milhões de euros para levar nos próximos meses comida, água e serviços médicos a estas crianças. As imagens desta reportagem podem impressionar os espectadores mais sensíveis.

  • Vídeo amador mostra destruição na Síria
    1:04

    Mundo

    A guerra na Síria continua a fazer vítimas mortais. Um vídeo amador divulgado esta segunda-feira mostra o estado de uma localidade a este de Damasco, depois de um ataque aéreo no fim-de-semana. No ataque, 16 pessoas morreram e há várias dezenas de feridos.

  • Partidos querem eleições a 1 de outubro
    1:35
  • Identificadas 10 mil vítimas de violência em 2016
    1:32
  • Homem que esfaqueou mulher em Esmoriz é acusado de homicídio qualificado
    1:24

    País

    O homem que no sábado esfaqueou a mulher em Esmoriz está acusado de homicídio qualificado. O arguido de 50 anos foi ouvido esta segunda-feira pelo juiz de instrução e ficou em prisão preventiva, uma medida fundamentada pelo perigo de fuga e de alarme. O homem remeteu-se ao silêncio durante o interrogatório, no Tribunal de Aveiro.

  • Homem condenado a oito anos e meio por abuso sexual da mãe
    1:10

    País

    O Tribunal de Coimbra condenou esta segunda-feira um homem de 53 anos a oito anos e meio de prisão por abuso sexual da mãe e ainda por crimes de roubo e coação. A mãe, de 70 anos, sofria de problemas nervosos e consumia bebidas alcoólicas com frequência, tendo sido vítima de abuso sexual por parte do filho enquanto dormia. Os crimes cometidos remetem para o início de 2016, depois do homem já ter cumprido outras penas de prisão em Espanha.

  • Jovem de 21 anos morre colhida por comboio na linha da Beira Baixa
    0:43

    País

    Uma jovem de 21 anos morreu esta segunda-feira ao ser atropelada pelo comboio Intercidades à saída da estação de Castelo Branco, na linha da Beira Baixa. A vítima foi colhida pelo comboio que seguia no sentido Lisboa-Covilhã ao atravessar a linha de caminho de ferro. Este é um local onde não existe passagem de nível, mas habitualmente muitas pessoas arriscam fazer a travessia da linha.

  • Banco do Metro com pénis gera polémica no México

    Mundo

    Um banco em formato de homem com o pénis exposto, numa das carruagens de Metro da Cidade do México, está a gerar polémica. A iniciativa integra uma campanha contra o assédio sexual de que as mulheres são vítima no país.