sicnot

Perfil

Presidenciais 2016

Presidenciais 2016

Presidenciais 2016

Castanheira Barros desiste da corrida a Belém

O advogado Castanheira Barros, que se tinha anunciado como pré-candidato à Presidência da República, informou hoje em Coimbra que não vai disputar as eleições devido "à grande azáfama" da sua vida profissional.

O advogado diz que seria um bom candidato para obter o apoio partidário do PSD, mas garante que não fecha a porta a outras cores políticas que se revejam nas ideias que tem para o cargo.

O advogado diz que seria um bom candidato para obter o apoio partidário do PSD, mas garante que não fecha a porta a outras cores políticas que se revejam nas ideias que tem para o cargo.

SIC

"Acontece que cheguei a este momento sem condições para apresentar a candidatura, apesar dos milhares de assinaturas recolhidas", afirmou o advogado, numa conferência de imprensa no Hotel Dom Luís, em Coimbra, recusando-se a especificar o número exato de assinaturas que recolheu.

Castanheira Barros aproveitou também para manifestar o seu apoio a Marcelo Rebelo de Sousa, por uma questão de "coerência", recordando que quando se candidatou à liderança do PSD afirmou que apontaria Marcelo Rebelo de Sousa como candidato do partido às legislativas.

A razão da desistência às presidenciais, refere, prende-se com o facto de estar a viver "o momento mais intenso" da sua carreira enquanto advogado, não tendo tido "um único dia de sossego" desde que os tribunais "reabriram a 01 de setembro".

"Estão a decorrer as cinco principais ações de toda a minha carreira e pela lealdade aos meus clientes não pude dedicar-me o suficiente a uma divulgação mais intensa deste projeto", apontou Castanheira Barros.

Entre os processos, que totalizam "valores na ordem dos 4,5 milhões de euros", estão a coincineração de resíduos perigosos em Souselas e na Serra da Arrábida, uma "questão ambiental" em Torre de Moncorvo, uma ação em causa própria em que pede uma indemnização por não estar integrado na carreira de investigação científica e uma disputa de heranças.

Castanheira Barros manifestou ainda solidariedade para com todos os candidatos "que foram marginalizados pela comunicação social" e que não tiveram "oportunidade de expor publicamente as suas ideias".

Durante a campanha, distribuiu diretamente "mais de 60 mil panfletos", sendo que o momento mais alto de divulgação foi em agosto, quando uma tarja percorreu os céus do Algarve, realçou Castanheira Barros, que se recusa a usar a palavra "desistência", porque esta "não existe no seu dicionário".

Antes um "adiamento", vincou, referindo que, caso o trabalho como advogado abrande, vai voltar a apresentar "novo projeto de candidatura daqui a cinco anos".

"Foi feita uma rodagem e estou pronto para avançar para a estrada para um longo percurso, se houver condições", afirmou.

Até 2021, Castanheira Barros promete continuar a luta "contra a coincineração e contra o corte de pensões e vencimentos".

Além de Castanheira Barros, já desistiram de avançar com a candidatura à Presidência da República Sérgio Gave Fraga, José Pedro Simões, Graça Castanho, Paulo Freitas do Amaral, Orlando Cruz e António Araújo da Silva.

As eleições presidenciais realizam-se a 24 de janeiro.

Lusa

  • Trump eleito personalidade do ano pela revista Time

    Mundo

    O Presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, foi eleito personalidade do ano pla revista Time. O título é atribuído pela publicação norte-americana há quase 90 anos para distinguir a figura que marcou o ano.

  • Cerca de 100 mortos e dezenas de desaparecidos após sismo na Indonésia
    1:24
  • As camisolas de Natal da família real britânica

    Mundo

    O espírito natalício invadiu ontem o Museu Madame Tussauds, em Londres. Foram reveladas as novas figuras de cera da família real britânica - cada membro enverga uma camisola de espírito festivo, com cãezinhos "reais" e "gingerbreadmen" de gosto duvidoso.

  • Os dias na Terra estão a ficar mais longos

    Mundo

    Os dias estão a tornar-se mais longos, mas impercetivelmente, porque vão ser precisos 6,7 milhões de anos para aumentarem um minuto, segundo um estudo publicado quarta-feira pela Proceedings A da Royal Society britânica.

  • Com este vamos arrancar-lhe uma lagriminha!

    Mundo

    Nesta redação, não se vive só de notícias. Também gostamos de nos emocionar com o mundo virtual. Imbuídos pela quadra natalícia, decidimos partilhar este vídeo polaco consigo. O que é preciso para o emocionar? Um tema com uma mensagem simples e que nos faça lembrar que somos todos feitos de carne e osso. Um toque de humor. Um sentimento sazonal, mas nunca em excesso. Um cão [é preciso haver sempre um cão]. Um enredo e algum suspense que nos prenda ao écran. Algo que nos faça engolir em seco. Foi isto que fez um site de vendas online com um anúncio com o título: "Inglês para principiantes". Então? Atingimos o nosso objetivo? Com ou sem lágrima?

  • Leica: a marca lendária entre os fotógrafos
    5:54
    Futuro Hoje

    Futuro Hoje

    3ª FEIRA NO JORNAL DA NOITE

    A Leica, das famosas máquinas fotográficas, abriu na semana passada a primeira loja em Portugal. Grande parte da produção da marca alemã é feita em Lousado, em Vila Nova de Famalicão, há 43 anos.