sicnot

Perfil

Presidenciais 2016

Costa diz que primeira volta das presidenciais deve servir como primárias para a esquerda

Costa diz que primeira volta das presidenciais deve servir como primárias para a esquerda

António Costa pede aos socialistas para apoiarem Maria de Belém ou Sampaio da Nóvoa, para garantir que as eleições se decidam numa segunda volta. Na Comissão Nacional do PS, o secretário-geral defendeu que a primeira volta deve servir como eleições primárias para a esquerda.

  • Presidente do PS manifesta apoio pessoal a Sampaio da Nóvoa
    0:44

    Presidenciais 2016

    Carlos César anunciou este sábado o apoio, a nível pessoal, ao candidato à Presidência da República, Sampaio da Nóvoa. À entrada para a Comissão Política do PS, o presidente do partido e também lider parlamentar da bancada socialista afirmou que Sampaio da Nóvoa tem a proximidade estratégica mais conveniente para o PS.

  • Costa defende mobilização dos socialistas no apoio a Maria de Belém ou Sampaio da Nóvoa
    1:09

    Presidenciais 2016

    António Costa diz que é importante que os socialistas se mobilizem no apoio a Maria de Belém ou a Sampaio da Nóvoa, para que haja uma segunda volta nas eleições presidenciais. Num discurso feito este sábado na Comissão Política do partido, o líder socialista defendeu que a primeira volta deve servir como umas eleições primárias para a esquerda portuguesa, e que, depois, deve haver convergência de votos no candidato que passar à segunda volta.

  • "É pesado dizer a miúdos que ainda ontem os pais estavam a ensinar o atar ténis que vão ficar em prisão preventiva"
    2:49
  • Pecado da gula ameaça maior anfíbio do mundo

    Mundo

    O maior anfíbio do mundo está em sério risco de extinção. Iguaria muito apreciada no Oriente, a salamandra-gigante-da-China já praticamente desapareceu do seu habitat natural, concluiu uma pesquisa realizada durante quatro anos. Em contraste, milhões de animais são reproduzidos em cativeiro e têm como destino restaurantes de luxo.

  • Gilberto Gil cancela atuação em Israel

    Cultura

    O músico brasileiro Gilberto Gil cancelou a atuação que tinha marcada para Telavive, em Israel, no dia 4 de julho, na sequência de protestos em Gaza durante os quais o exército daquele país matou 60 palestinianos.

  • Gases tóxicos expelidos pelo Kilauea ameaçam a população no Havai
    1:51