sicnot

Perfil

Presidenciais 2016

"Marcelo agora quer mostrar-se apolítico, como se isso fosse possível"

"Marcelo agora quer mostrar-se apolítico, como se isso fosse possível"

Edgar Silva fez na noite passada duras críticas a Marcelo Rebelo de Sousa. O candidato apoiado pelo PCP acusou Marcelo de ser "um mestre do disfarce" e de andar nervoso na campanha. "Marcelo agora quer mostrar-se apolítico, como se isso fosse possível", defendeu Edgar Silva.

  • Quem são os dez candidatos às presidenciais

    Infografias

    A 24 de janeiro têm lugar as eleições presidenciais. Dez candidatos entregaram o processo de candidatura junto do Tribunal Constitucional: Henrique Neto, Sampaio da Nóvoa, Cândido Ferreira, Edgar Silva, Jorge Sequeira, Vitorino Silva (Tino de Rans), Marisa Matias, Maria de Belém Roseira, Marcelo Rebelo de Sousa e Paulo Morais. Pela primeira vez, existe um número tão elevado de candidatos e duas mulheres entram na corrida a Belém. Caso nenhum obtenha mais de metade dos votos validamente expressos, realiza-se uma segunda volta a 14 de fevereiro.

  • A casa dos horrores
    7:57
  • PGR e presidente do Supremo deixam recado à ministra da Justiça
    2:45

    País

    Durante a abertura do ano judicial, a Procuradora-Geral da República e o presidente do Supremo Tribunal aproveitaram para deixar um recado à ministra da Justiça: é urgente aprovar o novo estatuto de juízes e magistrados. O presidente do Supremo diz que é injusta a má imagem da Justiça e pediu contenção aos magistrados.

  • Rui Rio tem sentido "alguma turbulência" no PSD
    2:01

    País

    Rui Rio e Pedro Passos Coelho tiveram esta quinta-feira a primeira reunião, desde que foi eleito o novo líder do PSD. À saída, Passos Coelho desejou que esta transição decorra com naturalidade. Já Rui Rio disse que tem sentido alguma turbulência no partido.

  • Sindicatos rejeitam fim das baixas médicas até três dias
    2:02

    País

    A CGTP quer levar o tema das baixas médicas à Concertação Social, já a UGT diz que há outras matérias prioritárias. Ainda assim as duas centrais sindicais lembram que a não justificação de faltas pode dar origem a um despedimento por justa causa. Esta quinta-feira o bastonário da Ordem dos Médicos propôs ao Governo que acabe com as baixas de curta duração, até três dias.

  • Papa interrompe percurso no Chile para ajudar polícia
    0:21
  • "Mundo à Vista" no Gana
    7:38