sicnot

Perfil

Presidenciais 2016

Nóvoa acredita que vai conseguir unir a esquerda na 2ª volta para derrotar Marcelo

Nóvoa acredita que vai conseguir unir a esquerda na 2ª volta para derrotar Marcelo

Sampaio da Nóvoa diz que conta com o apoio de Maria de Belém numa eventual segunda volta das eleições presidenciais. Sampaio da Nóvoa acredita que vai unir toda a esquerda para na segunda volta derrotar Marcelo Rebelo de Sousa. De visita ao Minho, o candidato voltou a sentir-se em casa e reafirmou que, apesar das sondagens, continua a acreditar na eleição.

  • Marcelo à primeira volta, Belém atrás de Nóvoa
    2:04

    Presidenciais 2016

    Se as eleições presidenciais fossem hoje, Marcelo Rebelo de Sousa ganhava à primeira volta. É pelo menos isso que revela o novo estudo da Eurosondagem para a SIC e para o Expresso. Em segundo lugar, muito longe de Marcelo, surge agora Sampaio da Nóvoa, que ultrapassou Maria de Belém.

  • Sampaio da Nóvoa ouviu queixas de pescadores por causa das quotas
    2:26

    Presidenciais 2016

    No distrito do Porto, Sampaio da Nóvoa passou parte do dia nas ruas da Afurada, em Gaia, e ouviu queixas dos pescadores por causa das quotas. O candidato a Presidente passou pela Póvoa de Varzim onde se encontrou com o pai e outros familiares. Contou memórias de infância e revelou que era uma criança bem comportada. Sampaio da Nóvoa está satisfeito com a campanha e diz que o objetivo é estar próximo das pessoas.

  • Hoje joga Portugal (mas antes há um Uruguai-Rússia em direto na SIC)

    Mundial 2018 / O Mundial

    Começa a última jornada da fase de grupos do Mundial, com quatro jogos por dia. Às 15:00, numa partida transmitida em direto na SIC, a anfitriã Rússia e o Uruguai resolvem qual poderá ser o adversário de Portugal nos oitavos de final. Isto, dependendo claro da prestação da seleção nacional frente ao Irão, ao fim da tarde, uma vez que a qualificação não está garantida (e pode até depender do resultado do Espanha-Marrocos).

  • Erdogan vence eleições na Turquia que marcam a passagem para um regime presidencialista

    Mundo

    O Presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, obteve nas eleições de domingo mais que os 50% de votos necessários para ser eleito à primeira volta para um novo mandato presidencial com poderes reforçados, anunciaram hoje as autoridades eleitorais. Estas eleições são particularmente importantes porque representam a passagem do sistema parlamentar até agora em vigor para um regime presidencialista, que permitirá a Erdogan aumentar consideravelmente as suas prerrogativas.

  • Comandante da Proteção Civil confiante nos meios de combate aos incêndios
    1:56

    País

    Depois das falhas apontadas ao sistema de comunicações SIRESP durante os incêndios do ano passado, o cComandante operacional da Proteção Civil diz que não há meios de comunicação infalíveis. Duarte Costa acredita que este verão será mais calmo do que anterior e contabiliza já mais de 2000 incêndios desde maio que não foram notícia.

  • Líderes europeus assinalam progressos para alcançar acordo sobre migrações
    2:02