sicnot

Perfil

Presidenciais 2016

Presidenciais 2016

Presidenciais 2016

Passos apela aos portugueses para votarem em Marcelo

O presidente do PSD, Pedro Passos Coelho, afirmou hoje que das eleições presidenciais deve sair alguém que se afirme com "independência e autonomia" e que possa colaborar com o Governo, sendo "esse alguém" Marcelo Rebelo de Sousa.

MANUEL DE ALMEIDA

"Queremos que destas eleições [presidenciais] possa sair alguém que se afirme com independência e autonomia, que possa colaborar com o Governo que está em funções ou com outro que os portugueses venham a escolher quando acharem que é tempo de mudar de Governo e esse alguém é, do nosso ponto de vista, Marcelo Rebelo de Sousa", disse durante o jantar comício de apoio a Ricardo Figueiredo, candidato às eleições intercalares de São João da Madeira, no distrito de Aveiro.

O ex-primeiro-ministro vincou que Marcelo Rebelo de Sousa não será eleito para defender nem o PSD, nem o CDS-PP, mas "fazer magistratura" acima dos partidos políticos e, se as pessoas forem votar, ele será eleito "logo à primeira volta".

"Não é demais nesta ocasião dirigir uma palavra a todo o país dizendo que a escolha do Presidente da República não é uma decisão secundária, não é uma questão irrelevante, não é uma questão que se deixe para segunda volta ou para outras voltas, é uma questão que nos deve mobilizar civicamente e politicamente", frisou.

Lusa

  • Dois jovens atropelados mortalmente no concelho de Montemor-o-Velho
    2:20
  • Presidente de "O Sonho" suspeito de peculato e fraude
    2:26

    País

    O presidente das três instituições de solidariedade social de Setúbal - incluindo "O Sonho" -, que na sexta-feira foram alvo de buscas, foi constituído arguido. Florival Cardoso é, por enquanto, o único suspeito de peculato e fraude na obtenção de subsídios para as instituições.

  • Manifestação contra mina de urânio junta milhares em Salamanca
    1:39
  • Assalto a Tancos e roubo de armas da PSP podem estar relacionados
    1:24

    País

    O assalto a Tancos e o roubo de armas da PSP, três recuperadas na semana passada, podem estar relacionados. O semanário Expresso avançou este sábado que há suspeitos de terem participado nos dois assaltos e o grupo, ou parte dele, atua principalmente do Algarve, com possíveis ligações a outras organizações espalhadas pelo país ou até transacionais.

  • Cessar-fogo de 30 dias na Síria
    2:07