sicnot

Perfil

Presidenciais 2016

Paulo de Morais diz que Bruxelas não deve intervir na elaboração do OE

Paulo de Morais diz que Bruxelas não deve intervir na elaboração do OE

Paulo de Morais fez campanha junto de taxistas, numa ação em Lisboa. Questionado sobre a alteração das regras das reformas antecipadas, o candidato disse que acha que as pessoas não devem ser prejudicadas. Disse ainda que Bruxelas não deve intervir na elaboração do Orçamento do Estado (OE).

  • Paulo de Morais critica despesas da Presidência da República
    0:27

    Presidenciais 2016

    Paulo de Morais considera que a Presidência da República revela tiques monárquicos. O candidato criticou os gastos da Presidência esta manhã durante uma ação de campanha, em Aveiro. Paulo de Morais, que tem usado o ataque à corrupção como uma das suas principais mensagens, disse aos jornalistas que alguns dos jantares oferecidos por Belém servem apenas para juntar banqueiros e políticos e, caso seja eleito, garante que, no espaço de um mandato, vai reduzir para um terço o orçamento da Presidência.

  • Quem são os dez candidatos às presidenciais

    Infografias

    A 24 de janeiro têm lugar as eleições presidenciais. Dez candidatos entregaram o processo de candidatura junto do Tribunal Constitucional: Henrique Neto, Sampaio da Nóvoa, Cândido Ferreira, Edgar Silva, Jorge Sequeira, Vitorino Silva (Tino de Rans), Marisa Matias, Maria de Belém Roseira, Marcelo Rebelo de Sousa e Paulo Morais. Pela primeira vez, existe um número tão elevado de candidatos e duas mulheres entram na corrida a Belém. Caso nenhum obtenha mais de metade dos votos validamente expressos, realiza-se uma segunda volta a 14 de fevereiro.

  • Alemães protestam contra a Extrema-Direita
    0:39
  • Incêndio urbano em Coimbra deixa cinco pessoas desalojadas

    País

    Um incêndio numa habitação na cidade de Coimbra deixou este domingo cinco pessoas desalojadas, disse à agência Lusa fonte dos Bombeiros Sapadores. Fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro de Coimbra adiantou que o fogo destruiu uma parte substancial de um edifício de três andares em frente à sede da Associação Académica de Coimbra, na rua Padre António Vieira.