sicnot

Perfil

Presidenciais 2016

Presidenciais 2016

Presidenciais 2016

Mais de 9,7 milhões de eleitores votam para eleger próximo Presidente

Mais de 9,7 milhões de eleitores são hoje chamados a escolher o novo Presidente da República, que irá substituir Cavaco Silva, sendo dez os candidatos, o que constitui um recorde de nomes no boletim de voto.

© Rafael Marchante / Reuters

Se um dos candidatos obtiver mais de 50 por cento dos votos será eleito já hoje chefe de Estado, mas caso contrário haverá uma segunda volta, a 14 de fevereiro, com os dois concorrentes mais votados.

Os dez candidatos aparecem no boletim de voto pela seguinte ordem: Henrique Neto, António Sampaio da Nóvoa, Cândido Ferreira, Edgar Silva, Jorge Sequeira, Vitorino Silva (Tino de Rans), Marisa Matias, Maria de Belém, Marcelo Rebelo de Sousa e Paulo Morais.

Para o sufrágio de hoje estão inscritos um total de 9.741.792 eleitores, 85.318 mais do que em 2011.

As mesas de voto estarão abertas entre as 08:00 e as 19:00 em todo o país, mas, devido à diferença horária, as urnas nos Açores abrem e fecham uma hora mais tarde em relação à hora de Portugal Continental e da Madeira.

Dos dez aspirantes a chefe de Estado, apenas Maria de Belém, Henrique Neto e António Sampaio da Nóvoa votam na região da grande Lisboa.

O candidato Marcelo Rebelo de Sousa exerce o seu direito de voto em Celorico de Basto (Braga), Vitorino Silva em Penafiel (Porto), Edgar Silva no Funchal, Marisa Matias em Coimbra e Cândido Ferreira em Leiria, enquanto Paulo de Morais e Jorge Sequeira votam no Porto.

Em 2011, Cavaco Silva foi reconduzido no cargo de chefe de Estado na primeira volta, com um resultado de 53,14%.

Dos restantes candidatos, Manuel Alegre conseguiu 19,67% dos votos, Fernando Nobre 14,04%, Francisco Lopes 7,05%, José Coelho 4,52% e Defensor de Moura 1,58%.

Nas últimas eleições, a abstenção também subiu para valores recorde, situando-se nos 53,56%.

A menor abstenção verificou-se na reeleição de Ramalho Eanes, em 1980 (15,61 por cento).

No pós-25 de Abril foram eleitos por sufrágio universal e direto Ramalho Eanes, Mário Soares, Jorge Sampaio e Cavaco Silva, e todos foram reeleitos.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) prevê para hoje em Portugal Continental céu pouco nublado e temperaturas máximas amenas, não estando prevista precipitação em todo o território.

Para o arquipélago da Madeira, a instituição prevê períodos de muita nebulosidade, podendo ocorrer períodos de chuva fraca e aguaceiros fracos e poucos frequentes.

Já para os Açores, o IPMA prevê céu com períodos de muito nublado e vento moderado.

Lusa

  • Confirmados dois novos casos de legionella

    Legionella

    Dois novos casos de legionella foram esta quarta-feira confirmados. A informação foi avançada em comunicado pela Direção-Geral da Saúde. Tratam-se de duas pessoas com mais de 80 anos, internadas no Hospital São Francisco Xavier e no Egas Moniz, ambas em situação clínica estável.

  • Árbitros recuam e vão apitar jogos do próximo fim de semana

    Desporto

    Os árbitros recuaram esta quarta-feira na intenção de não comparecer nos jogos do próximo fim de semana. Depois de na terça-feira a maioria dos juízes terem apresentado um pedido de dispensa dos jogos da 12.ª jornada do campeonato, esta quarta-feira adiaram a decisão após uma reunião com o Conselho de Arbitragem.

  • Comprar um carro em segunda mão sem ser enganado 
    8:44
  • O que aprendemos com secas anteriores?
    32:50

    País

    A água é um recurso essencial para todos os organismos vivos, comunidades e atividades económicas. Num país com situações de secas recorrentes, que tendem a ser agravadas pelas alterações climáticas, o que aprendemos com anteriores episódios de escassez de água? Como usar a água para que não falte no futuro? "Água Sob Pressão" foi o tema desta Grande Reportagem, de Carla Castelo (jornalista), Manuel Ferreira (Imagem), Gonçalo Freitas (Edição de imagem), Paulo Alves (Grafismo) e Isabel Mendonça (Produção), exibida na SIC em julho de 2012 (que também foi um ano de seca, ainda que menos grave do que a atual).

  • Jorge Jesus e Ana Malhoa contra o consumo de sal
    1:21
  • Diminuem as hipóteses de salvar os tripulantes a bordo do submarino argentino
    3:09

    Mundo

    As hipóteses de salvar os tripulantes a bordo do submarino argentino, desaparecido há 8 dias, começaram a diminuir, uma vez que o chamado "tempo de segurança" já foi ultrapassado. A Marinha portuguesa está a acompanhar o caso do submarino que está desaparecido há oito dias. As hipóteses de salvar os tripulantes vão diminuindo.

  • Quem é o novo Presidente do Zimbabué?
    2:15