sicnot

Perfil

Presidenciais 2016

Presidenciais 2016

Presidenciais 2016

Açores regista maior taxa de abstenção, Lisboa a menor

A Região Autónoma dos Açores registou a maior percentagem de abstenção, com 69,08%, enquanto Lisboa foi o distrito onde se verificou a menor taxa de abstenção, 46,42%, nas eleições presidenciais de domingo.

Açores com maior taxa de abestenção, Lisboa a menor

Açores com maior taxa de abestenção, Lisboa a menor

© Rafael Marchante / Reuters


Por concelhos, Vila Franca do Campo, nos Açores, foi aquele em que houve a maior abstenção, 76,41%, enquanto Vila de Rei, no distrito de Castelo Branco, foi o concelho que registou a taxa de abstenção mais baixa, 32,78%.

A taxa de abstenção nas eleições presidenciais de domingo foi de 51,16%, a segunda mais elevada de sempre em sufrágios para a escolha do chefe de Estado.

Nestas eleições, nas quais Marcelo Rebelo de Sousa foi eleito Presidente da República, votaram 4,7 milhões de eleitores, em 9,6 milhões de inscritos.

A mais alta taxa de abstenção em eleições presidenciais foi registada na reeleição de Aníbal Cavaco Silva, em 23 de janeiro de 2011, com 53,56% dos eleitores a optarem por não ir às urnas.

No pós-25 de Abril de 1974, a reeleição de Cavaco Silva, que venceu com 52,95% dos votos, confirmou a tendência para uma maior abstenção quando se trata de um segundo mandato.

Lusa

  • António Costa evita perguntas sobre estágios não remunerados
    1:55
  • "É evidente que não fecho a porta ao Eurogrupo"
    1:38

    Economia

    O ministro das Finanças diz que não fecha a porta ao Eurogrupo. A declaração é feita numa entrevista ao semanário Expresso. No entanto, Mário Centeno deixa a ressalva que qualquer ministro das Finanças do Eurogrupo pode ser presidente.

  • Trump adia decisão sobre permanência nos acordos de Paris
    1:48
  • Raízes de ciência e rebentos de esperança
    14:14