sicnot

Perfil

Prince 1958-2016

Prince 1958-2016

Prince 1958-2016

"Tristes dos que ficamos por aqui, a penar com os nossos IRS"

O músico Rui Reininho, numa mensagem enviada à agência Lusa, num desabafo sobre a morte, hoje, de Prince, aos 57 anos, afirma: "Tristes dos que ficamos por aqui, a penar com os nossos IRS".

Rui Reininho

Rui Reininho

SIC

"Como o Príncipe dizia, 'I'm all'right for a one night stand/ but I could never take the place of your man', da canção 'One night stand'", escreveu o líder dos GNR.

"Maldita caixa negra", parece que iam todos na mesma nave, o (David) Bowie, o DJ Chibanga, o meu primo mais próximo, o Paulo C. & Silva e também o Pedro Cláudio mais oRoger Nelson e milhares de refugiados no Mediterrâneo", escreveu o cantor.

"A Feia Barca de Anacreonte vai cheia, tristes dos que ficamos por aqui, a penar com os nossos IRS", afirma Reininho, que termina aclamando: "Vive le Roy! The Queen is Dead".

O músico e compositor norte-americano Prince morreu hoje, aos 57 anos, revelou o sítio de notícias norte-americano TMZ, tendo a informação sido confirmada pela agente do cantor.

Nascido em Minneapolis, em 1958, Prince Rogers Nelson era considerado um dos nomes mais influentes da música pop, citado por dezenas de artistas, pelo talento e capacidade criativa, abrangendo diversos estilos musicais, em particular soul, funk e R&B.

O músico atuou e gravou com a fadista Ana Moura e, entre os seus êxitos, refira-se "Purple rain", "Kiss", "Let's go crazy", "I wanna be your lover" e "Darling Nikki".

Prince, o compositor de "Sometimes it snows in april", atuou por quatro vezes em Portugal. A primeira foi a 15 de agosto de 1993, no Estádio José de Alvalade, em Lisboa, cinco anos depois, em 1998, a 15 de dezembro, no então Pavilhão Atlântico, atual MeoArena.

Em 2010, em julho, quando visitou o estúdio de Rui Veloso, atuou no Festival Super Bock Super Rock, no Meco, no distrito de Setúbal, no qual partilhou o palco com a sua amiga, Ana Moura.

Em 2013, apresentou-se no Coliseu dos Recreios, em Lisboa.

Lusa

  • "Oposição angolana deve atualizar-se"
    0:53

    Mundo

    Alexandra Simeão, antiga vice-ministra da Educação em Angola, mostra-se surpreendida com a rapidez das mudanças introduzidas por João Lourenço no país. A analista política disse ainda à SIC que estas mudanças são uma oportunidade para a oposição angolana se profissionalizar e atualizar.

  • "Estamos vivos"
    11:41
  • Notas e moedas têm os dias contados?
    6:27