sicnot

Perfil

Prince 1958-2016

Prince 1958-2016

Prince 1958-2016

Prince financiava em segredo campo de escuteiros no Afeganistão

O artista conhecido como Prince, falecido em abril, ajudou de forma secreta uma Organização Não Governamental em Cabul com milhares de dólares nos últimos anos, permitindo o treino de 200 escuteiros, anunciou essa ONG.

DANNY MOLOSHOK

Os fundos enviados por Prince para Cabul eram recebidos por Betty Tisdale, uma norte-americana que conheceu o cantor em 2010 e que lhe relatou a sua experiência na ajuda a crianças em teatros de guerra, nomeadamente no Vietname e no Afeganistão.

"Ela perguntou-me o que seria preciso para dar um impulso ao projeto de transformar um antigo edifício num centro para a formação de líderes escuteiros", recordou à agência AFP a diretora do projeto, Marnie Gustavson, relatando a conversa com Betty Tisdale.

"Uns dias depois, ela enviou-me um cheque de 15 mil dólares (13,1 mil euros), completamente inesperado. Disse-me que vinha do Prince, que gostava muito do que fazíamos, mas pediu para não dizer a ninguém", acrescentou a responsável, confirmando doações anuais de 6 mil dólares, cerca de 5,2 mil euros, desde então.

É um exemplo de "filantropia discreta", disse Gustavson.

O cantor morreu no mês passado, com 57 anos e sem deixar testamento.

Lusa

  • Tiroteio no Mississipi provoca oito mortos
    1:23

    Mundo

    Oito pessoas morreram, incluindo um polícia, depois de um tiroteio no estado norte-americano do Mississipi, nos Estados Unidos da América. O suspeito, um homem de 36 anos, já foi detido, mas as autoridades dizem que ainda é cedo para saber os motivos.

  • Milhares de brasileiros protestam na Praia de Copacabana contra Temer
    3:04
  • Portugal vai voltar a poder levantar a voz em Bruxelas
    1:40
  • Trump adia decisão sobre permanência nos acordos de Paris
    1:48
  • Polícia usa gás lacrimogéneo para dispersar manifestantes contra cimeira do G7
    2:28

    Mundo

    A cimeira do G7 terminou este sábado com confrontos entre manifestantes e a polícia na ilha italiana da Sicília e sem o compromisso de Donald Trump sobre o Acordo de Paris para a redução de emissões de dióxido de carbono. O Presidente dos EUA fez saber na rede social Twitter que vai tomar a decisão final durante a próxima semana.