sicnot

Perfil

Rio 2016

Bruma desolado por Galatasaray não o ter dispensado para os Jogos Olímpicos

O futebolista internacional português Bruma confessou-se hoje "desolado por não cumprir o sonho" de ir aos Jogos Olímpicos na sequência da recusa do seu atual clube, o Galatasaray, de o dispensar para representar Portugal no Rio de Janeiro.

O segundo lugar da lista de atletas mais procurados pertence a Bruma.

O segundo lugar da lista de atletas mais procurados pertence a Bruma.

Armando Franca

O selecionador nacional de sub-21, Rui Jorge, pretendia levar Bruma aos Jogos Olímpicos, tendo a Federação enviado um pedido de autorização ao clube turco, cuja resposta, dada há três dias, foi negativa.

"Tenho de respeitar a decisão do clube, porque não está obrigado a ceder-me à seleção. Mas sempre disse que era um sonho meu representar a seleção nacional numa competição como os Jogos. Estou desolado por não o fazer", disse Bruma, em declarações à sua assessoria de imprensa.

A ida aos Jogos era "um dos objetivos que tinha traçado para a carreira", razão pela qual confessa a sua "tristeza por não o alcançar e a necessidade de se habituar à ideia de que não vai cumprir esse sonho".

O internacional português já se destacou durante a pré-época em curso, ao apontar um grande golo no único jogo de preparação do seu clube, numa altura em que aguarda pela conclusão das negociações que decorrem entre o PSV Eindhoven e o Galatasaray para a sua transferência definitiva para o clube holandês.

Bruma espera, agora, que a seleção consiga trazer uma medalha dos Jogos: "Vou torcer e, claro, espero que a nossa seleção consiga trazer uma medalha. Estamos numa fase muito boa do futebol português e tenho a certeza que os meus colegas que vão estar no Brasil saberão honrar a nossa camisola e o nosso país. Vou tentar acompanhar os jogos de Portugal e, claro, não escondo que talvez me emocione a vê-los, pensando que gostaria muito de estar com eles e a ajudá-los a lutar por Portugal e a escutar o nosso hino".

Lusa

  • DJ Avicii morre aos 28 anos

    Cultura

    Tim Bergling, conhecido por Avicii e um dos mais famosos DJ's do mundo, morreu aos 28 anos. A notícia foi avançada pelo site TMZ, que adianta que o DJ e produtor sueco foi encontrado morto esta sexta-feira em Muscat, em Omã, e os detalhes da morte ainda não são conhecidos.

    SIC

  • Avicii tinha deixado os palcos há 2 anos por motivos de saúde
    2:14
  • "Não andámos a tomar calmantes, nem a dar abracinhos"
    0:52

    Desporto

    Rui Vitória recusa atirar a toalha ao chão. O treinador do Benfica acredita que ainda muito pode acontecer e revela a motivação da equipa depois da derrota com o FC Porto na Luz, que levou à perda da liderança a quatro jornadas do fim.

  • Passageiros do voo da Southwest Airlines usaram as máscaras de oxigénio ao contrário

    Mundo

    Uma pessoa morreu e sete outras ficaram feridas esta terça-feira depois de um avião da Southwest Airlines ter aterrado de emergência no aeroporto de Filadélfia, nos Estados Unidos. Ao longo da semana várias pessoas ligadas à aviação fizeram comentários sobre a forma como os passageiros utilizaram as máscaras de oxigénio, como é o caso de Bobby Laurie, um ex-comissário de bordo.

    SIC

  • "Se não querem que vos baixem as calças, não se tornem modelos"

    Cultura

    "Se não querem que vos baixem as calças, não se tornem modelos", esta foi apenas uma das declarações de Karl Lagerfeld sobre as denúncias de abuso sexual, que estão a marcar o mundo do cinema, da música e da moda. Numa entrevista, o diretor criativo da Chanel e da Fendi declarou mesmo que estava farto do #MeToo, o movimento usado para denunciar estes casos de abusos por todo o mundo.

    SIC

  • Portugal compromete-se a enviar profissionais de saúde para África
    2:39
  • EUA acusam Síria de tentar apagar provas de alegado ataque químico em Douma
    1:28
  • Já pode escolher uma morte amiga do ambiente

    Mundo

    Preocupa-se com o ambiente? Recicla? Prefere andar a pé ou partilhar transportes? Então saiba que a partir de agora a morte também pode ser amiga do ambiente. Desde caixões degradáveis de vime a cremação líquida, já é possível diminuir o impacto ambiental da morte.

    SIC

  • Mágico comove audiência do Britain's Got Talent com a história de cancro da mulher e da filha
    5:16