sicnot

Perfil

Rio 2016

Comité Olímpico reúne-se no domingo para estudar suspensão da Rússia

© Denis Balibouse / Reuters

O Comité Olímpico Internacional (COI) vai reunir-se no domingo, por telefone, para estudar o veredito emitido hoje pelo Tribunal Arbitral do Desporto (TAS) de manter a proibição dos atletas russos de participarem nos Jogos Olímpicos Rio2016.

De acordo com a agência noticiosa francesa AFP, citando um porta-voz do COI, a Comissão Executiva do organismo olímpico poderá anunciar uma decisão final relativamente à suspensão da Rússia do maior evento desportivo mundial, por enquanto, limitada apenas ao atletismo.

O COI reagia à decisão do TAS, que rejeitou o recurso da Federação Russa de Atletismo e de 68 atletas daquele país à suspensão imposta pela Associação Internacional das Federações de Atletismo (IAAF), confirmando desta a ausência da segunda potência da modalidade - atrás dos Estados Unidos - do Rio 2016.

"O painel do TAS confirmou a validade da decisão da IAAF de aplicar as regras, segundo as quais os atletas de uma federação que esteja suspensa pela IAAF são inelegíveis para competições organizados sob as regras da IAAF", informa o comunicado do tribunal de Lausana (Suíça).

A federação e os atletas russos - dos quais 67 tinham também recorrido da decisão de impedir a sua participação como independentes - tentavam contrariar a suspensão da IAAF, motivada pela divulgação de um relatório independente da Agência Mundial Antidopagem, que revelou a existência de um sistema de dopagem apoiado pelo governo.

Lusa

  • Alemães protestam contra a Extrema-Direita
    0:39
  • Incêndio urbano em Coimbra deixa cinco pessoas desalojadas

    País

    Um incêndio numa habitação na cidade de Coimbra deixou este domingo cinco pessoas desalojadas, disse à agência Lusa fonte dos Bombeiros Sapadores. Fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro de Coimbra adiantou que o fogo destruiu uma parte substancial de um edifício de três andares em frente à sede da Associação Académica de Coimbra, na rua Padre António Vieira.