sicnot

Perfil

Rio 2016

Dez detidos por suspeita de preparar atentados terroristas durante o Rio 2016

© Stoyan Nenov / Reuters

As autoridades brasileiras detiveram hoje 10 pessoas e mantêm sob vigilância outras duas por suspeita de preparar atentados terroristas durante os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro e ligações ao Daesh, anunciou o ministro da Justiça.

Segundo Alexandre Moraes, membros deste grupo que não foram identificados por determinação da Justiça realizaram uma espécie de "batismo" na internet, repetindo palavras de um vídeo e jurando fidelidade ao Daesh.

Até ao momento, 10 pessoas já foram presas pela Polícia Federal, entre elas um menor de idade. Terão tentado comprar armas através da internet.

"Todas as informações que temos indicam que alguns membros fizeram um único contato com o Daesh, um batismo na internet. Eles não saíram do país nem fizeram nenhum contato pessoal, mas a partir deste juramento, alguns atos preparatórios mais específicos começaram a ser realizados pelos membros deste grupo", afirmou o ministro.

Entre esses atos preparatórios citou uma ordem para que os membros iniciassem treino em artes marciais. Um deles também entrou em contato com um site que vende armas clandestinas no Paraguai, solicitando informações para comprar uma arma automática AK 47.

Os supostos terroristas não tinham nenhum alvo determinado ainda, mas mostravam disposição para organizar atentados.

"Era uma célula absolutamente amadora, sem nenhum preparo. Era uma ação desorganizada. Eu insisto e reitero que a questão da segurança pública gera mais preocupação do que o terrorismo nos Jogos Olímpicos. Apesar disto nós não podemos ignorar a ameaça", frisou.

O ministro também reiterou que a Polícia Federal dará prioridade total à realização de uma perícia em tudo que foi apreendido com os suspeitos para verificar se há mais ramificações ou não deste grupo ou se há algo que o rastreio do governo brasileiro deixou passar.

Citando mensagens trocadas pelos membros deste grupo em aplicativos como o WhatsApp e o Telegram, disse que os brasileiros reconheciam que o país não fazia parte dos alvos prioritários do Daesh, mas os Jogos Olímpicos mudaram isso.

Alexandre Moraes justificou que a ameaça e a realização de atos preparatórios levaram a Justiça brasileira autorizar a prisão. Acrescentou que os supostos terroristas ficarão presos por 60 dias.

Com Lusa

  • Principais factos da acusação no caso BPN dados como provados

    País

    O coletivo de juízes responsável pelo julgamento do processo principal do caso BPN interrompeu perto das 13:00 a leitura do acórdão iniciada pelas 10:30. Os principais factos da acusação são dados como provados, mas a leitura deverá demorar algumas horas.

  • Papa pede a Trump para ser pacificador
    1:12
  • Supremo confirma condenação de Messi por fraude fiscal

    Desporto

    O Supremo Tribunal de Justiça espanhol confirma a condenação de Lionel Messi por fraude fiscal. A notícia foi avançada pelo El País. O jogador do Barcelona foi condenado a 21 meses de prisão por três crimes fiscais que lesaram o Estado em 4,1 milhões de euros.

  • Autódromo do Estoril está ilegal há 45 anos

    Desporto

    De acordo com o Público este equipamento desportivo, inaugurado na década de 70, não tem licença de construção nem de utilização. Uma notícia que apanhou de surpresa o executivo camarário de Cascais, liderado por Carlos Carreiras.

  • Seca na Bacia do Sado exige restrições ao uso da água no Alentejo

    País

    A Agência Portuguesa do Ambiente aprovou hoje um conjunto de medidas para gestão dos recursos hídricos, definindo medidas específicas para a bacia hidrográfica do Sado, a única que se encontra em situação de seca. Além da diminuição de regas em hortas e jardins, a APA recomenda o encerramento das fontes decorativas, a proibição de encher piscinas e de lavagem de automóveis.