sicnot

Perfil

Rio 2016

Polícia brasileira detém suspeitos de planearem atos terroristas no Rio 2016

© Sergio Moraes / Reuters

A Polícia Federal do Brasil anunciou hoje a prisão de vários suspeitos de planearem atos terroristas no país, quinze dias antes da abertura dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, noticia a Folha de São Paulo.

O serviço de Inteligência do governo brasileiro terá identificado um grupo cooptado por facções extremistas através da internet.

O suspeito foi detido no âmbito de uma operação contra o terrorismo sobre a qual falará o ministro da Justiça, Alexandre Moraes, que convocou uma entrevista coletiva em Brasília hoje às 11:00 (15:00 de Lisboa).

Nas últimas semanas, o presidente em interino, Michel Temer, divulgou manifestações em vídeo para tranquilizar turistas e atletas em relação à segurança do evento esportivo que começa no dia 5 de agosto.

Além dele, o próprio ministro da Justiça também reiterou em diversas oportunidades que o país está preparado e que existe um pequeno risco de atentados serem organizados no Brasil.

No entanto, informações divulgadas hoje pelo jornal O Estado e S.Paulo indicam que o Daesh e outros grupos jihadistas têm incitado seus seguidores a atuar como "lobos solitários" e realizar ataques terroristas durante os Jogos Olímpicos do Rio.

Com Lusa

  • Principais factos da acusação no caso BPN dados como provados

    País

    O coletivo de juízes responsável pelo julgamento do processo principal do caso BPN, liderado por Luis Ribeiro, deu início à leitura do acórdão pelas 10:30, com quatro arguidos ausentes do tribunal, entre os quais Oliveira Costa. Os principais factos da acusação são dados como provados, mas a leitura deverá demorar algumas horas

  • Autódromo do Estoril está ilegal há 45 anos

    Desporto

    De acordo com o Público este equipamento desportivo, inaugurado na década de 70, não tem licença de construção nem de utilização. Uma notícia que apanhou de surpresa o executivo camarário de Cascais, liderado por Carlos Carreiras.

  • Seca na Bacia do Sado exige restrições ao uso da água no Alentejo

    País

    A Agência Portuguesa do Ambiente aprovou hoje um conjunto de medidas para gestão dos recursos hídricos, definindo medidas específicas para a bacia hidrográfica do Sado, a única que se encontra em situação de seca. Além da diminuição de regas em hortas e jardins, a APA recomenda o encerramento das fontes decorativas, a proibição de encher piscinas e de lavagem de automóveis.