sicnot

Perfil

Rio 2016

Suspeitos de terrorismo no Brasil comunicavam através das redes sociais

Os 12 suspeitos de terrorismo identificados hoje no Brasil comunicavam sobretudo através de redes sociais e do serviço de troca de mensagens instantâneas Telegram, anunciou a Procuradoria da República no Paraná.

"O contato entre os indivíduos dava-se essencialmente por meio de redes sociais, Telegram e demais modos de comunicação virtual, espaço no qual também divulgavam ideais extremistas e de perseguição religiosa, racial e de género", lê-se num comunicado.

Através de quebra de sigilo telefónico e de dados, "constatou-se a tentativa de organização do grupo para promoção de atos terroristas durante os Jogos Olímpicos Rio 2016", confirmou a Procuradoria.

A operação policial terminou com a expedição de "12 mandados de prisão temporária, com duração de 30 dias, prorrogáveis uma vez por igual período", informou ainda a Procuradoria.

Esta manhã, o ministro da Justiça, Alexandre Moraes, anunciou que 10 deles já foram detidos.

Para além de alguns deles terem "realizado o batismo ao [grupo 'jihadista'] Estado Islâmico, juramento de fidelidade exigido pela organização terrorista para o acolhimento de novos membros", havia "outros graves indícios" que "demonstraram a imprescindibilidade da prisão temporária decretada", justificou a entidade.

Segundo a Procuradoria, a medida foi tomada "para garantir a segurança e paz pública necessárias à realização dos Jogos Olímpicos Rio 2016", que decorrem de 05 a 21 de agosto no Rio de Janeiro.

A Procuradoria esclareceu ainda que, "embora se tenha constatado indícios de atos preparatórios pelo grupo, não houve notícia de atos concretos para a realização de ataque terrorista".

"As provas colhidas até o momento possibilitam o enquadramento dos investigados, no mínimo, nos tipos penais que estipulam 'promover' ou 'integrar' organização terrorista como crime", explicou o procurador da República responsável pelo caso, Rafael Brum Miron.

Entre as principais provas, há uma comunicação na qual "um dos integrantes do grupo conclama interessados a organizarem-se para prestar apoio ao [grupo extremista] Estado Islâmico (EI) com treinamento já em território brasileiro", lê-se no comunicado.

Foram igualmente identificadas mensagens relacionadas à possibilidade de se aproveitar o momento do maior evento desportivo do mundo para a realização de ato terrorista.

Em meados de junho, a Agência Brasileira de Inteligência (ABIN) confirmou estar a monitorizar um conjunto de pessoas, que comunicam em português, criado pelo EI no Telegram.

Na segunda-feira, a especialista norte-americana em contra terrorismo Rita Katz também alertou que um grupo extremista brasileiro declarou lealdade ao EI e criou um canal no Telegram.

O grupo, autodesignado Ansar al-Khilafah Brazil, destacou que "se a polícia francesa não consegue deter ataques dentro do seu território, o treino dado à polícia brasileira não servirá em nada".

Na quarta-feira, Rita Katz avisou que extremistas islâmicos publicaram no Telegram recomendações de 17 técnicas para atentados terroristas durante os Jogos Olímpicos.

As técnicas citadas passam por atentados a "aeroportos e meios de transporte públicos, esfaqueamento, envenenamento, sequestro de reféns e falsas ameaças".

Lusa

  • "Burlão do amor" acusado de tirar 450 mil euros a amante
    2:21

    País

    Um homem com cerca de 50 anos é acusado de tirar 450 mil euros a uma mulher com quem começou por ter uma relação profissional. Ele pedia, ela emprestava. Anos depois, ela ficou insolvente, com dívidas à banca de 214 mil euros e sem emprego. O homem é arguido, nega a relação amorosa entre ambos, mas admite ter recebido dinheiro dela. Garante, no entanto, que tenciona pagar o que deve.

  • Porto Editora acusada de discriminação
    2:55
  • Duas pessoas alvejadas devido a disputa de linha de água em Cabeceiras de Basto
    1:23

    País

    Duas pessoas foram alvejadas por causa de uma disputa de uma linha de água, esta terça-feira, em Cabeceiras de Basto. O suspeito escondeu-se num barracão, mas acabou por ser detido pela GNR. As vítimas sofreram ferimentos ligeiros no braço e no peito. O tenente André Rodrigues, do Comando de Braga, revelou que os disparos foram feitos com uma caçadeira.

  • Governo quer entregar OE 2018 a 13 de outubro
    1:33
  • Casa Branca isolada devido a pacote suspeito

    Mundo

    A Casa Branca foi esta terça-feira isolada devido à presença de um pacote suspeito junto a uma das vedações que limitam o edifício governamental norte-americano. A situação já foi normalizada e o objeto retirado do local.

  • Três irmãos resgatados dos escombros em Itália
    1:24
  • Participante no incidente em Charlottesville teme pela vida
    1:43

    Mundo

    Um dos participantes nos incidentes em Charlottesville e membro de um grupo de extrema-direita supremacista teme vir a ser detido ou até morto, pelas declarações que fez durante uma reportagem da Vice News, que se tornou viral nas redes sociais.