sicnot

Perfil

Rio 2016

Doping afasta tetracampeã mundial de natação dos Olímpicos

A nadadora russa Yulia Efímova, quatro vezes campeã do Mundo, vai falhar os Jogos Olímpicos de Rio de Janeiro por ter sido castigada em 2013 devido ao consumo de anabolizantes, revelou hoje o Comité Olímpico da Rússia (COR).

© USA Today Sports / Reuters

"Sim, a Efímova foi castigada. O Comité Olímpico Internacional (COI) disse ao COR para não incluir desportistas russos com historial de dopagem", explicou Alexandr Zhúkov, presidente do COR.

Medalha de bronze em Londres, Efímova era a maior esperança da natação russa no Brasil, mas um controlo positivo por anabolizantes em 2013 levou a um castigo de 16 meses.

"Li que alguns países propõem-se a tornar essa regra universal. Porque é que só os russos são castigados? Isto viola o princípio da igualdade", queixou-se, em alusão a todos os competidores do mundo que já foram punidos por doping, mas que vão competir no Rio2016.

Efímova também foi suspensa em março por consumo de Meldonium, fármaco cardiovascular proibido desde o início do ano, mas foi absolvida em julho.

O COR revelou hoje que oito elementos da equipa olímpica têm historial de doping e admitiu que podem aparecer novos elementos face às denúncias do relatório McLaren da Agência Mundial Antidoping (AMA).

O COI atribuiu no domingo às federações internacionais a responsabilidade de decidir se os desportistas russos podem competir no Rio2016.

Os que forem aceites devem cumprir uma serie de critérios, entre os quais nunca terem sido sancionados por doping, sendo que todos serão submetidos a rigorosos controlos antidoping antes do evento, realizados pela AMA.

A equipa russa continha 387 desportistas, mas foi encurtada a semana passada após a interdição da equipa de atletismo, excetuando a saltadora em comprimento Daria Klíshina, que há três anos treina nos Estados Unidos.

Lusa

  • Luís Pina indiciado por quatro crimes de tentativa de homicídio
    2:24
  • Ministro "mais descansado" com relatório sobre Almaraz, ambientalistas contestam
    2:01

    País

    O ministro do Ambiente diz estar mais descansado depois de conhecer o relatório técnico que considera o armazém de resíduos nucleares em Almaraz uma solução adequada. Já as associações ambientalistas e os partidos criticam o parecer positivo à construção e querem ouvir os ministros do Ambiente e dos Negócios Estrangeiros no Parlamento.

  • Marcelo recebido por multidão na Ovibeja
    2:52
  • Líderes europeus unidos para iniciar saída do Reino Unido
    2:08
  • 100 dias de Trump em 04'30''
    4:33

    Pequenas grandes histórias

    Donald Trump tomou posse como 45º Presidente dos EUA dia 20 de janeiro de 2017, faz este sábado, 100 dias. Prometeu grandes mudanças, mas os planos acabaram por chocar de frente com a realidade e a burocracia de Washington, como foi o caso do Obamacare. Foi a primeira ordem executiva que assinou, no dia em que tomou posse, mas a revogação está longe de acontecer.