sicnot

Perfil

Rio 2016

Polícia brasileira investiga segundo grupo suspeito de terrorismo

​A polícia brasileira está a investigar um segundo grupo de 15 supostos terroristas brasileiros que comentavam nas redes sociais a hipótese de cometer atentados durante os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro.

© Pilar Olivares / Reuters

Segundo a entidade policial, citada pelo diário Globo, as autoridades tiveram "conhecimento do grupo virtual a partir da deflagração da Operação Hashtag", que na semana passada identificou 12 pessoas igualmente suspeitas de preparar atentados durante o maior evento desportivo do mundo.

"Um dos alvos de medida restritiva desta operação estava entre os participantes mais ativos do grupo. A partir dessas informações, a Polícia Federal passará a analisar o caso", acrescentou.

A polícia procura mais informações sobre o novo grupo no âmbito das investigações da Operação Hashtag, mas não revelou quem é o militante do grupo Sharia ligado ao segundo grupo.

Uma reportagem da TV Globo avançou que o segundo grupo teria, pelo menos, 15 militantes e foi descoberto por um jornalista que diz ter-se infiltrado na organização há ano e meio.

"Irmãos, a nossa reunião de hoje em São Paulo foi boa, pudemos ter mais ideias. Será uma boa oportunidade de realizar o julgamento contra esses porcos", disse um dos militantes que se apresenta como Lobo, segundo a Globo.

Um outro, não identificado, insinuou que armas já foram compradas: "Vocês sabem onde encontro um fornecedor de armas pesadas? Temos um fornecedor confiável e que está do nosso lado. Do material adquirido, todos ainda permanecem sem raspagem e em boa qualidade."

A informação surge um dia depois da detenção, em Mato Grosso, do último suspeito de terrorismo alvo da Operação Hashtag, que na quinta-feira determinou 12 mandados de prisão temporária, com duração de 30 dias, prorrogáveis uma vez por igual período.

A Procuradoria da República no Paraná informou na semana passada que alguns deles realizaram o batismo ao grupo 'jihadista' Estado Islâmico, juramento de fidelidade exigido pela organização terrorista para o acolhimento de novos membros.

Apesar das intenções de ataques, o ministro da Defesa, Raul Jungmann, classificou o grupo de "amador".

Na quarta-feira, a especialista norte-americana em contra-terrorismo Rita Katz avisou que extremistas islâmicos publicaram no serviço de troca de mensagens Telegram recomendações de 17 técnicas para atentados terroristas durante os Jogos Olímpicos.

Os Jogos Olímpicos decorrem de 5 a 21 de agosto, no Rio de Janeiro.

Lusa

  • Aldeia Olímpica sem condições para receber os atletas
    2:07

    Rio 2016

    As críticas à organização dos Jogos Olímpicos no Rio de janeiro aumentam. Alguns dos atletas portugueses já chegaram à Aldeia Olímpica e descrevem apartamentos sujos e sem água. A comitiva australiana denunciou problemas de higiene e segurança nos alojamentos, com casas de banho entupidas, canos rotos, cablagem elétrica exposta e cheiro a gás.

  • Putin admite que não vai à cerimónia de abertura dos Jogos Olímpicos
    2:15

    Rio 2016

    O Kremlin reagiu esta segunda-feira à decisão do Comité Olímpico Internacional de não excluir toda a comitiva olímpica. Vladimir Putin considera que se está a criar uma ideia injusta sobre a Rússia. O presidente fez saber que não vai à cerimónia de abertura, mesmo que participem atletas russos. A decisão está nas mãos de cada uma das federações.

  • Paulo Macedo pede calma para o bem do banco
    1:45

    Caso CGD

    Paulo Macedo falou pela primeira vez desde que foi eleito o novo Presidente da Caixa Geral de Depósitos e, para o bem do banco público, pediu calma a todos. Passos Coelho veio dizer que a recapitalização da Caixa pode ter de ser feita no verão do próximo ano para salvaguardar o défice deste ano. Já António Costa preferiu não comentar as declarações de Passos e diz que o banco público há muito que precisava de ser recapitalizado.

  • Condutores continuam com dúvidas em como circular numa rotunda
    2:06

    País

    Circular nas rotundas continua a ser um problema para muitos condutores. Cerca de 3 mil foram multados nos últimos três anos depois da entrada em vigor do novo código, os números são avançados pela Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária. Os instrutores de condução dizem que a medida provoca mais confusão nas horas de ponta.

  • O que aconteceu à menina síria que relatava a guerra no Twitter?
    1:59
  • Youtuber Miguel Paraiso escreveu uma paródia musical para a Reportagem da SIC "Renegados"
    1:27

    Grande Reportagem SIC

    O youtuber Miguel Paraiso escreveu uma paródia musical para a Grande Reportagem SIC "Renegados". Desde ontem já teve 67 mil visualizações no Facebook. Imagine que ia renovar o cartão de cidadão e diziam-lhe que afinal não é português? Mesmo tendo nascido, crescido, estudado e trabalhado sempre em Portugal? Foi o que aconteceu a inúmeras pessoas que nasceram depois de 1981, quando a lei da nacionalidade foi alterada.«Renegados» é como se sentem estes filhos de uma pátria que os excluiu. Para ver, esta quarta-feira, no Jornal da Noite da SIC.

  • "A nossa guerra não deixou heróis, só vilões e vítimas"
    5:26

    Mundo

    Luaty Beirão é o rosto mais visível de um movimento de contestação ao regime angolano que começou em 2011, ano da Primavera árabe. Mas a par dos 15+2, mediatizados num processo que os condenou por lerem um livro, outros activistas arriscam diariamente a liberdade.