sicnot

Perfil

Rio 2016

60% dos brasileiros acreditam que os Jogos Olímpicos irão causar prejuízo

Uma sondagem divulgada esta quarta-feira pelo jornal O Estado de S.Paulo revela que 60% dos brasileiros acredita que os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro trarão mais prejuízos do que benefícios.

A consulta, realizada pelo Ibope, mostra que apenas 32% dos inquiridos confiam que o evento trará benefícios, enquanto 4% disseram que não traria nem prejuízo nem benefício e 4% não opinaram.

O governo brasileiro, por outro lado, anunciou terça-feira que o evento deve gerar receitas de 200 milhões de dólares (180 milhões de euros) em despesas extras geradas pelos turistas, entre este mês e setembro.

Segundo dados oficiais da organização do evento, foram gastos cerca de 40 mil milhões de reais (11 mil milhões de euros) para a realização da Rio2016.

A sondagem do Ibope também mostrou que em 2014, antes da realização do campeonato do mundo de futebol no Brasil, 51% da população considerava mais importante que o país fosse campeão do torneio e apenas 24% colocavam a organização do evento no topo das prioridades.

Já em relação à Rio2016, esses dois lados se inverteram.

A sondagem do Ibope mostrou que 59% dos brasileiros disseram que querem que os Jogos sejam um sucesso, enquanto só 31% acham que o Brasil estar bem colocado no quadro de medalhas é mais importante.

A consulta do Ibope ouviu 2002 pessoas em todo o país entre os dias 14 e 18 de julho.

Lusa

  • BE acusa direita de bloquear atual comissão à CGD
    1:37

    Caso CGD

    O Bloco de Esquerda acusa a oposição de estar a fazer tudo para impedir as conclusões da comissão de inquérito sobre a Caixa Geral de Depósitos que está em curso. Numa altura em que PSD e CDS já entregaram o requerimento para avançar com uma segunda comissão, Catarina Martins defende que ainda há muita coisa por apurar sobre o processo de recapitalização do banco público.

  • Visita de Costa a Angola pode estar em risco
    2:26

    País

    A visita de António Costa a Luanda poderá estar em risco devido à acusação da justiça portuguesa contra o vice-Presidente de Angola. O jornal Expresso avança que o comunicado com a reação dura do Governo angolano é apenas o primeiro passo e que pode até estar a ser preparado um conjunto de medidas contra Portugal. Para já, o primeiro-ministro português desvaloriza a ameaça e mantém a visita marcada para a primavera.