sicnot

Perfil

Rio 2016

Organização do Rio 2016 multada em 87,3 mil € por irregularidades com trabalhadores

O Ministério Público do Trabalho e Emprego do Brasil informou esta quarta-feira que vai multar o Comité Rio2016 em 315 mil reais (87,3 mil euros) devido às condições de trabalho de funcionários em obras na Aldeia Olímpica.

Segundo os fiscais, os empregados estariam a trabalhar sem contrato e, em alguns casos, com carga horária excessiva.

"Estimamos em torno de 630 empregados a trabalhar sem carteira assinada, muitos com regime de trabalho excessivo, de até 23 horas", disse à TV Globo o auditor fiscal Hércules Ramos Terra, lembrando que se o trabalhador sofrer um acidente de trabalho ou falecer, a família não terá garantias.

Por cada trabalhador em situação irregular, a multa é de aproximadamente 500 reais (128,6 euros).

Apesar dos problemas detetados, os trabalhos não serão paralisados, por ter sido considerado que não há grave e iminente risco na situação de trabalho.

O auditor afirmou ainda que o comité organizador será também autuado por embaraço fiscal, por sonegar (ocultar à fiscalização da lei) documentos que comprovem a contratação dos funcionários.

O Comité disse ao portal G1 que "a atuação do Ministério Público sem a análise dos documentos não cumpre um acordo firmado com a Rio2016" e que a documentação será apresentada ainda hoje.

Cerca de 630 trabalhadores foram contratados com caráter de urgência nos últimos dias para resolver problemas detetados na Aldeia Olímpica, como falta de limpeza e entupimento de canos, o que gerou reclamações de várias delegações olímpicas.

Na terça-feira, o Comité dos Jogos do Rio disse que tudo estaria pronto até quinta-feira.

Os Jogos Olímpicos decorrem de 05 a 21 de agosto no Rio de Janeiro.

Lusa

  • Lei existe há quatro anos mas não tem regulamentação
    2:03
  • Denúncia de maus tratos a cães no canil municipal de Elvas
    2:24

    País

    O Grupo de Intervenção e Resgate Animal denunciou nas redes sociais alegados maus tratos a animais no canil municipal de Elvas. As imagens mostram uma cadela com uma corda ao pescoço. A autarquia abriu um inquérito para averiguar o caso, suspendendo também o trabalho dos voluntários no canil.

  • Há cada vez menos portugueses

    País

    A população em Portugal diminuiu no ano passado, pelo oitavo ano consecutivo, já que o número de mortes continua a ser superior ao de nascimentos, revelam dados hoje divulgados pelo INE.

  • Dois em cada três portugueses vivem vidas sedentárias

    País

    Com menos de hora e meia de exercício semanal, mais de dois terços dos portugueses vivem vidas sedentárias. E a maioria desvaloriza a importância da atividade física, segundo um inquérito divulgado esta quinta-feira pela Fundação Portuguesa de Cardiologia.

  • Ovibeja aposta este ano na internacionalização da agricultura
    2:07

    País

    A Ovibeja começou esta quinta-feira e este ano aposta na internacionalização dos produtos agrícolas do Alentejo. Centenas de expositores esgotam o certame, que é uma monstra da agricultura portuguesa. António Costa, na sexta-feira, e Marcelo Rebelo de Sousa, no sábado, são alguns dos políticos com a presença marcada em Beja.

  • Le Pen vai à pesca
    0:35

    Eleições França 2017

    Marine Le Pen, candida à presidência de França fez esta quinta-feira uma "pausa" na campanha eleitoral e aproveitou para ir à pesca. A candidata navegou num barco de pesca no Mediterrâneo.

  • Primeira dama chinesa defende avanços na igualdade

    Mundo

    A primeira dama chinesa, Peng Liyuan, defendeu os avanços da China em matéria de igualdade dos géneros. Uma rara entrevista, difundida numa altura em que feministas chinesas asseguram serem controladas pela polícia face às suas campanhas.