sicnot

Perfil

Rio 2016

Putin diz que ausência de russos no Rio 2016 retira valor às medalhas

© Maxim Shemetov / Reuters

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, considerou hoje que a ausência de algumas das estrelas do desporto russo nos Jogos Olímpicos Rio 2016 irá abalar a qualidade da competição.

"É óbvio que a ausência de competidores russos - líderes em muitas disciplinas - baixa a fasquia e reduz a intensidade da competição e isso em relação aos eventos que se aproximam", referiu o governante à equipa olímpica russa.

Putin, que falou numa receção no Kremlin a atletas, entre os quais os suspensos Yelena Isinbayeva e Sergey Shubenkov salientou que as outras pessoas do desporto têm a noção de que "a qualidade das suas medalhas será diferente".

O presidente russo lamentou a exclusão de alguns atletas russos do Rio 2016, na sequência do escândalo de doping que afetou o desporto do país, e após um relatório ter denunciado a conivência estatal na manipulação de resultados de 'doping'.

"A situação atual não só vai para lá da esfera legal, ultrapassa o senso comum", disse Putin.

Mais de 100 atletas russos -- incluindo toda a equipa de atletismo, com exceção de Darya Klishina -- falharão os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, que se disputam de 05 a 21 de agosto.

O Comité Olímpico Internacional (COI) deixou domingo, nas mãos de cada federação, a decisão em relação à possibilidade dos atletas competirem, com a IAAF a excluir todos menos Klishina, radicada nos Estados Unidos, enquanto outras têm indicado nomes.

Desde domingo aos 67 da equipa de atletismo juntaram-se mais 41 excluídos por outras federações.


Lusa

  • Comité russo admite que há atletas a violar as leis do doping
    1:27

    Rio 2016

    O Comité Olímpico da Rússia assumiu que há atletas que estão a violar as leis do doping. Dos 387 inicialmente apurados apenas 300 estão autorizados a participar nos Jogos, podendo este número diminuir. O Comité Olímpico Internacional deixou a decisão nas mãos das várias federações internacionais e, para já, só a federação internacional de Judo autorizou os russos a participar nos Jogos Olímpicos.

  • Putin admite que não vai à cerimónia de abertura dos Jogos Olímpicos
    2:15

    Rio 2016

    O Kremlin reagiu esta segunda-feira à decisão do Comité Olímpico Internacional de não excluir toda a comitiva olímpica. Vladimir Putin considera que se está a criar uma ideia injusta sobre a Rússia. O presidente fez saber que não vai à cerimónia de abertura, mesmo que participem atletas russos. A decisão está nas mãos de cada uma das federações.

  • Celebridades protestam contra Donald Trump
    3:00

    Mundo

    Tem sido assim desde a campanha e continua. Grande parte da comunidade de artistas não está nada contente com o Presidente eleito. Vários artistas aproveitaram o dia da tomada de posse para se reunirem em Nova Iorque e protestarem contra Donald Trump.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.

  • Encontrados dez sobreviventes no hotel engolido por um avalanche em Itália
    1:44
  • Videoclipe mostra mulheres a fazer tudo o que é proibido na Arábia Saudita
    1:55

    Mundo

    Um grupo de mulheres canta, dança e faz outras coisas proibidas na Arábia Saudita como forma de protesto. O vídeo é uma crítica social à forma como as mulheres islâmicas são tratadas pelos maridos. Na letra constam frases como "Faz com que os homens desapareçam da terra" e "Eles provocam-nos doenças psicológicas". A ideia partiu de um homem, Majed al-Esa e já conta com 5 milhões de visualizações.

    Patrícia Almeida